Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

23/11/2012 - Panamericano 2: Mercado de milho e soja continuar em alta em 2013, diz consultor

23/11/2012

Recorde: Exportação de grãos ultrapassa 20 milhões de toneladas em 2012

Os preços de grãos no Brasil serão cada vez mais definidos pelo mercado internacional. Especialmente no milho, cuja influência externa acontece normalmente num período do ano, passará a pesar sobre as cotações durante todo o ano. Em resumo, esse foi o principal recado dado aos participantes do 1º Encontro Panamericano de Cooperativas de Leite pelo consultor André Pessoa, da Agroconsult. Segundo ele, as perspectivas para os preços de milho para 2013 são de continuar em alta, em função principalmente da quebra da safra norte-americana, maior produtor mundial do grão. Projetando slides que deram um panorama da produção e mercado mundial de milho e soja, André Pessoa mostrou que a quebra de safra de milho nos Estados Unidos foi “quase um Brasil inteiro”, apurando 104 milhões de toneladas a menos do que o previsto. Com isso, houve redução no excedente exportável de milho dos produtores norte-americanos, o que já tem levado a uma busca maior do grão brasileiro. “Só neste mês devemos embarcar 4 milhões de toneladas e vamos fechar ao ano com vendas acima dos 20 milhões de toneladas exportadas, um recorde para nós”, pontuou o consultor, citando o preço atual de R$ 36 a saca de milho no porto. Pessoa adicionou um outro fator de aumento nas pressões altistas para os preços do milho em 2013. Com a quebra de safra norte-americana, abriu-se espaço para a negociação de milho de outros países produtores de destaque, como a Ucrânia e Argentina, mas no país vizinho, devido às chuvas intensas, o plantio está atrasado e há probabilidade de também haver quebra de safra. “Vai ter redução de área plantada e no potencial produtivo dos campos argentinos. Será mais um fator para piorar esse cenário no ano que vem”, afirmou. Por fim, Pessoa cita que um gargalo histórico do Brasil, a logística de portos, deve ser “bastante melhorado” a partir do final de 2013, início de 2014, especialmente na região Norte. “Com isso, muito em breve teremos a influência do mercado internacional nos preços dos grãos brasileiros durante o ano todo e não só em um período específico”, concluiu. À tarde, o evento foi finalizado com uma sessão de relatos das experiências cooperativistas da cooperativa neozelandesa Fonterra, feita pela professora Nicola Shadbolt, da Massey University e de cooperativas lácteas do Uruguai, Chile e Costa Rica. Confira aqui os slides das apresentações do evento.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: