Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

28/09/2012 - PNAD: Setor rural perde mais de 1,1 milho de vagas de 2009 a 2011

28/09/2012
Entre 2009 e 2011, o setor rural perdeu 1,105 milhão de vagas, o que representa 7,3% de redução. No ano passado, o contingente de trabalhadores rurais foi de 14,124 milhões, ante 15,229 milhões em 2009. É o que mostra Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Segundo o levantamento, a fatia dos empregados em atividades agrícolas no total do pessoal ocupado foi reduzida de 16,7% para 15,3%. Essa redução do número de trabalhadores no setor rural vem sendo sentida por todos os segmentos e reflete a elevação dos custos com mão de obra e a dificuldade em encontrar e manter trabalhadores qualificados. Nesse contexto, o aumento da produtividade rural e da automação é uma necessidade e, ao mesmo tempo, consequência natural do processo. A indústria teve retração semelhante: entre 2009 e 2011, o setor perdeu 1,076 milhão de vagas - queda de 8% e que reflete o risco de desindustrialização que preocupa as lideranças deste setor, que passou a representar 13,5% contra 14,8% dois anos antes. Já os serviços tiveram forte expansão nas vagas geradas. Foram 2,06 milhões a mais no mesmo período, elevação de 5%, fazendo com que o setor passasse a empregar 44,9% da população ocupada. Segundo analistas, os serviços sofrem menor competição dos produtos estrangeiros e mantêm a economia aquecida. Comércio e reparação também verificaram crescimento, gerando 302 mil vagas, aumento de 1,9% e manutenção da participação de 17,8%. Construção civil foi o segmento que mais cresceu em termos relativos: 13,6% de expansão, com 932 mil postos de trabalho e aumento de 7,5% para 8,4% de participação no total. (Fonte: Milkpoint)
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: