Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

Agronegcio gera transporte de 1,6 bi/t ao ano

07/03/2018

Segundo dados apontados pelo chefe da Embrapa Territorial, Evaristo Miranda, o agronegócio brasileiro gera 1,6 bilhão de toneladas de carga transportada pelo país, gerando um total de 43 milhões de fretes por ano. As informações vieram junto do lançamento do Sistema de Inteligência Territorial Estratégica da Macrologística Agropecuária Brasileira, anunciadas nesta quarta-feira (07/03). O volume é maior do que o setor de mineração, que movimenta 1,4 bilhão de toneladas.

O sistema lançado pela Embrapa em conjunto com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), está disponível na internet e contém informações detalhadas sobre o que é produzido no país e como esses produtos são escoados. O objetivo do sistema é que ele forneça subsídios para a elaboração de políticas públicas, assim como benefícios para empresas no momento de decisão de seus investimentos. A plataforma mostra a origem, os caminhos e o destino dos principais produtos da agricultura e da pecuária nacionais. O sistema deve auxiliar na ampliação da competitividade de dez cadeias agropecuárias brasileiras: soja, milho, café, laranja, cana-de-açúcar, algodão, papel e celulose, aves, suínos e bovinos.

As cadeias produtivas inseridas no sistema representam mais de 90% da carga agropecuária do país. “Fizemos a separação em cadeias, porque cada uma tem sua logística, percorre rotas vinculadas, locais de processamento próprios e exporta por portos específicos”, explica o analista Gustavo Spadotti, da Embrapa Territorial.

Segundo publicação do Mapa, o sistema mostra também os modais de transporte e a infraestrutura de armazenagem e processamento utilizados até chegar a cada porto, em cada uma das dez cadeias estudadas. No caso do milho e da soja, estudo realizado pelo sistema mostrou que 47% das cargas já chegam às docas por ferrovias.

Fonte: Avicultura industrial

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: