Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB-GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Notícias

BNDES melhora condições de acesso a financiamento direto

16/10/2018

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou quarta-feira (10), durante uma reunião com representantes do Ramo Infraestrutura do Sistema OCB, a redução do montante necessário para contratação direta de financiamentos junto a instituição, o valor passou de R$ 20 milhões para R$ 10 milhões. A decisão vai beneficiar as cooperativas de todo o país, que necessitam de recursos para impulsionar novos projetos e ampliar a produção.  

Desde de 2017, a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) iniciou um trabalho junto ao BNDES para a adequação das linhas de crédito em diversos ramos do cooperativismo, com o objetivo de melhorar as condições de captação de investimentos e capital de giro, e dentre os principais pleitos estava a redução do montante de recursos necessários para o relacionamento direto com o banco de fomento. A medida representa um avanço para o cooperativismo, um modelo de negócio que busca promover o desenvolvimento econômico e o bem-estar social para as comunidades em que se inserem.  

“A iniciativa permitirá que as cooperativas melhorem ainda mais o serviço prestado aos seus cooperados como, por exemplo, a construção de subestações necessárias para a melhoria da tensão das linhas de distribuição nos pontos mais distantes. Esse tipo de projeto diminui perdas, uma vez que permite uma distribuição de energia com qualidade a um preço menor”. Jânio Stefanello, coordenador nacional do ramo de infraestrutura da OCB e presidente da Infracoop. Para Clara Maffia, gerente técnica da OCB, “a redução dos valores permitirá que mais cooperativas, de todos os ramos, acessem recursos diretamente no BNDES, com taxas mais atrativas, aumentando assim a competitividade das mesmas. Isso é fruto de um trabalho estruturado de relacionamento com a instituição”. 

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: