Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Caiado firma compromissos com o cooperativismo goiano

30/09/2022
caiado-19171422.jpg

 

O governador Ronaldo Caiado, candidato à reeleição pelo União Brasil, assinou nesta quinta-feira (29/9) termo de compromisso com a pauta de propostas do cooperativismo goiano. O documento, apresentado a candidatos de diversos partidos políticos pelo Sistema OCB/GO, é intitulado Propostas Para um Goiás Mais Cooperativo e traz 11 reivindicações prioritárias.“Ninguém defendeu tanto o cooperativismo quanto eu, quando fui deputado, senador e como govenador do Estado. Tenho uma vida, uma história ao lado do cooperativismo. É uma honra enorme assinar esse termo de compromisso”, afirmou o governador em vídeo enviado para o Sistema OCB/GO, uma vez que a legislação eleitoral já restringia a sua presença na entidade.

O candidato ainda ressaltou as diversas parcerias realizadas com o Sistema OCB/GO nos quatro últimos anos, e que fez o possível, dentro do alcance do Executivo estadual, para promover o setor. “O cooperativismo sempre foi uma bandeira minha e tenho certeza que é a melhor forma de promover a distribuição de renda em Goiás e levar dignidade a todos os quadrantes do nosso Estado”, defendeu. Luís Alberto Pereira, presidente do Sistema OCB/GO, avalia que o ciclo de encontros com os candidatos a cargos eletivos nas eleições 2022 proporcionou ao setor a oportunidade de conhecer perfis de várias matizes ideológicas e observar aqueles que realmente demonstram ter compromisso com o cooperativismo.

Ronaldo Caiado foi o quarto candidato a governador a assinar o termo de compromisso com o cooperativismo goiano. Também firmaram compromisso em documento com as pautas prioritárias do cooperativismo goiano os candidatos a governador Vitor Hugo (PL), Edigar Diniz (Novo) e Wolmir Amado (PT).“Esse último compromisso firmado, do governador e candidato à reeleição Ronaldo Caiado, reafirma a parceria já estabelecida entre o Sistema OCB/GO e o Governo Estadual, e que já proporcionou vários avanços importantes”, frisa Luís Alberto. O dirigente ainda ressaltou que, sejam quais forem os candidatos eleitos, a prioridade do Sistema OCB/GO é manter uma relação profícua de parcerias com o Governo do Estado visando ao desenvolvimento do Cooperativismo goiano. 

Apoio federal

A candidata a deputada federal Marussa Boldrin (MDB) assinou o termo de compromisso com as pautas de reivindicações do cooperativismo, nesta semana, e ressaltou a ligação que já possui com o setor. Segundo Marussa, ela e a família representam o setor produtivo, que tem ligação direta com o cooperativismo agropecuário. "Faço parte de uma cooperativa de crédito, estudei numa escola cooperativista, em Rio Verde, sou filha de produtor rural e também sou produtora. Portanto, eu já tenho uma vivência com o cooperativismo. É um modelo de negócio com grandes propósitos; o que precisamos é dar-lhe evidência, para que as pessoas entendam e acreditem no coop. A candidata é, atualmente, vereadora da cidade de Rio Verde e recebeu o documento 'Propostas para um Goiás e Brasil mais cooperativos'.

Candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados, o professor Edward Madureira (PT) também se comprometeu com as pautas do cooperativismo nesta semana e assinou termo de compromisso com o Sistema OCB/GO. O professor destaca que seu mandato está orientado ao fortalecimento do cooperativismo no campo e na cidade, com incentivo ao coop de crédito, defesa do meio ambiente, maior produção de alimentos, estímulo à pequena produção familiar e a defesa da organização cooperativa como parceira governamental na gestão municipal de resíduos e hortas comunitárias. No âmbito nacional, diz defender a alteração da Lei 5764/71, para a potencialização de um cooperativismo mais empreendedor e solidário. "Nesse processo, defenderemos a aceitação do Ato Cooperativo como um reconhecimento do valor das cooperativas. Com isso, a responsabilidade do Estado vai se dar por meio de incentivos e parcerias para o desenvolvimento e fortalecimento das organizações cooperativas", ressalta.

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: