Notcias

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

2018 2017 2016 2015 2014 2013

Últimas notícias

Buscar

Notícias

Cerca de 200 mulheres participam do 7 Encontro Estadual de Mulheres Cooperativistas

09/10/2015
mulheres-214203.JPG

A presença da mulher é sem dúvida um dos grandes diferenciais no cooperativismo goiano e brasileiro. Seja como funcionária da cooperativa, como cooperada ou dirigente, a mulher tem outro olhar sobre o negócio, com competência e perspicácia. Esses são alguns dos pontos abordados no 7º Encontro Goiano de Mulheres Cooperativistas, promovido pelo Sistema OCB/SESCOOP-GO e realizado em Caldas Novas.  

 Logo na abertura do evento, o ex-presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO, Haroldo Max de Sousa, afirmou que cooperativismo é inclusivo, por isso, o jovem e a mulher têm especial atenção, pois são públicos diferenciados que têm muito a contribuir, com novos pontos de vista e só engrandecem o sistema cooperativista.  

O vice-presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO, Luís Alberto Pereira, destacou a necessidade de aumentar a participação das mulheres na liderança de cooperativas. "Estou há pouco mais de 13 anos no Sistema, e cada dia mais vejo o cooperativismo como um modelo perfeito, que distribui renda, assim como o capitalismo, mas que leva em conta a igualdade de relação, como o comunismo. O cooperativismo porém é diferente, é melhor”, afirmou.

Antes de iniciarem as palestras, o presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO Joaquim Guilherme Barbosa de Souza, encerrou a abertura do evento e cumprimentou as presentes. Aproximadamente 200 mulheres participam do evento em Caldas Novas que terminou no final da tarde da sexta-feira (9). Joaquim Guilherme disse que esse tipo de evento, tem como objetivo  ampliar a participação  da mulher dentro do cooperativismo. "Vocês têm muito a contribuir com o cooperativismo, com a sociedade, o olhar feminino é capaz de ir além das questões comuns do dia a dia”, ressaltou.

Participaram do evento representantes de Rio Verde, Bela Vista de Goiás, Goiânia, Morrinhos, Anápolis, Piracanjuba, Caldas Novas e de outros municípios goianos.

A primeira palestra do evento foi “Mulheres cooperativistas, entendendo as diversidades de gerações e os novos desafios”, proferida pela consultora Icledes Matté. Ela falou da atual realidade, do conflito de gerações e suas características, das possibilidades que as mulheres têm, dentro do cooperativismo de trazer sua contribuição para o modelo.

Em seguida, o consultor motivacional João Carlos de Oliveira, sobre a atitude feminina, da busca pela autoestima e da necessidade de assumir riscos. Nas palavras dele, "a mulher é poderosa e tem uma gama de recursos. O mundo precisa de mulheres, mas mulheres com atitudes, que ocupem seus espaços, que não espera nada dos outros, mas supera os próprios obstáculos”, disse ele.

A noite foi servido um jantar e logo após houve uma apresentação musical à beira da piscina. Na sexta-feira (9), pela manhã e no início da tarde foram realizados trabalhos em grupo coordenados, pelo consultor motivacional João Carlos Oliveira, e às 15h30 foi proferida a palestra “O Brasil terá o Tamanho do seu Cooperativismo. O Cooperativismo será do Tamanho da Liderança Feminina”, pelo consultor José Luiz Tejon.  



Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: