Notícias

Comitiva peruana conhece detalhes sobre cooperativismo de crdito brasileiro

23/09/2015
comitiva-peruana-cooperativismo-de-credito-201968.jpg


Uma comitiva de gestoras peruanas, integrantes da Superintendencia de Banca, Seguros Y AFP (SBS), está no Brasil ao longo desta semana para um intercâmbio com foco no cooperativismo de crédito. A SBS exerce o papel de órgão regulador das instituições financeiras no país, enquanto que a Federación Nacional de Cooperativas de Arroyo e Crédito del Peru, uma entidade privada, é a instância de supervisão.

Trazidas ao Brasil e acompanhadas durante o intercâmbio por uma equipe do Banco Central, as gestoras passaram esta terça-feira (22) conhecendo e tirando dúvidas sobre o modelo cooperativista brasileiro. Pela manhã, assistiram à apresentação institucional conduzida pela gerente de Relações Institucionais da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Fabíola Motta, mostrando o trabalho de representação, defesa e formação realizado no Brasil.

“Hoje, no Peru, temos cerca de 33 milhões de habitantes. Destes, o número de cooperados associados a cooperativas de crédito chega a 1,5 milhão entre as 164 cooperativas registradas em nosso sistema de controle. Já superamos a marca de US$ 3 bilhões em depósitos e, para nós, poder ver como o Brasil faz, como funciona um Fundo Garantidor – que não temos – está sendo uma experiência de grande valor. Com certeza, o que estamos vendo aqui levaremos para a SBS com o intuito de aproveitarmos o que for possível do modelo brasileiro”, comentou Rosario Rubina, Supervisora Principal do Departamento de Supervisão do Sistema de Derramas y Cooperativas de Ahorro y Credito”, da SBS.
 
Na sequência, conheceram o histórico de criação, o estágio atual e as perspectivas do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop), em apresentação realizada pelos diretores Lúcio Faria e Claudio Weber. “É sempre bom receber delegações estrangeiras, não só para apresentarmos o nosso trabalho, como também para termos conhecimento sobre como está o cooperativismo em outros países. Sempre nos deixa felizes ver como o cooperativismo brasileiro está bem organizado, regulado e normatizado no cenário latinoamericano”, afirmou Lucio Faria. 


Fonte: Brasil Cooperativo

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: