Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Cooperativas de trabalho têm grande potencial para reduzir o desemprego

13/05/2021
encontro-ramo-trabalho-1-17518818.jpg

As cooperativas de trabalho são uma grande possibilidade de mitigar o desemprego estrutural que Brasil enfrenta. Essa é a opinião do professor e consultor Geraldo Magela, assessor institucional do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg) e um dos maiores conhecedores desse ramo cooperativo no Brasil. Magela proferiu a palestra com o tema “Cooperativismo de trabalho, governança e aspectos legais”, em formato virtual. O evento contou com representantes de 18 cooperativas da área registradas na OCB/GO e teve como objetivo capacitar os dirigentes, empregados e cooperados em relação às boas práticas de gestão e governança em cumprimento à legislação cooperativista.

Cooperado e pesquisador do tema há mais de 40 anos, Geraldo Magela destacou a importância da obediência às bases doutrinárias do cooperativismo para legitimar e dar sustentabilidade às iniciativas que adotam esse modelo de negócio. São elas a valorização da pessoa humana; liberdade, igualdade e justiça social, cooperação, autoajuda, participação do sócio na cooperativa e a identidade dos sócios.

Geraldo Magela reconhece que erros acontecem, “por sermos humanos”, mas que estes podem ser corrigidos e até evitados quando gestores e cooperados assumem e honram o compromisso de buscar constantemente o aperfeiçoamento e a capacitação, destacando a importância do SESCOOP nesse processo. “Não fiquem impressionados com o monstro do questionamento da legitimidade. Temos que validá-la (a legitimidade) por meio dos princípios da governança”, ensina.

O presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, ressaltou que a abordagem ampla e ao mesmo tempo assertiva de Geraldo Magela tocou em pontos que algumas cooperativas precisam aprimorar. “Há sim o que corrigir e melhorar e estamos aqui para auxiliar as cooperativas que queiram acertar. Tenho plena consciência de que se ocorre alguma desconformidade, é por desconhecimento em relação à melhor maneira de fazer. Por isso estamos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas que os gestores das cooperativas possam ter.  Vamos divulgar essa palestra, nos esforçar para que cada presidente, diretor e cooperado possa assisti-la”, garante.  A palestra está disponível na plataforma YouTube.

Emprego e renda

O presidente do Sistema OCB/GO disse ter gostado ouvir do professor e pesquisador, com vasta experiência internacional, que as cooperativas de trabalho são uma importante solução para a geração de empregos e renda. E ressaltou que esse pensamento está em consonância com o Incubacoop, incubadora e aceleradora de cooperativas do sistema OCB/GO que já tem o seu projeto-piloto iniciado, desde o dia 29 de abril, no município de São Miguel do Passa Quatro.

Magela, por sua vez, lembrou que as cooperativas de trabalho são uma oportunidade de gerar empregos que exigem de baixa a alta capacitação. “Nesse momento de pandemia, não tenham dúvidas que elas podem ser um instrumento importantíssimo para a geração de novos postos de trabalho.” O professor ressalta que a cooperativa é um somatório de competências e, se for bem administrada e se posicionar corretamente do mercado, será mais competitiva que uma empresa não cooperativa.

Com vasta experiência internacional, Geraldo Magela pode comprovar que nos países mais desenvolvidos as cooperativas de trabalho estão em um nível muito mais avançado em relação ao Brasil. “Temos progredido, mas é hora de darmos um salto de qualidade, mas dentro dos pressupostos que devem ser observados e refletidos num processo adequado de governança”, explica o professor.Em sua avaliação da apresentação de Geraldo Magela, Celma Grace, presidente da Bordana, cooperativa de trabalho de bordadeiras, manifestou a sua emoção ao ter acesso a tantas informações importantes repassadas durante a palestra. “Quando recebemos o convite, o consideramos uma intimação, tamanha é a oportunidade de beber nessa fonte, tão importante para a nossa capacitação”, agradeceu.

Números

Em Goiás, conforme listagem da Juceg, existem cerca de 90 cooperativas de trabalho. Desse total, 29 são registradas na OCB e reúnem profissionais em áreas de atuação diversas, abrangendo desde profissionais da área da saúde (médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, veterinários), até catadores de materiais recicláveis, bordadeiras, artesãos, técnicos em radiologia, garçons, barmans, técnicos em manutenção de bombas de combustível e vendedores, entre outros. As áreas que mais se destacam são as da saúde e artesanato, em número de cooperativas registradas na OCB/GO, explica Daniel Cavalier, coordenador de Cooperativismo do Sistema OCB/GO. "Dentre as cooperativas que não são registradas, podemos destacar as de catadores de materiais recicláveis", informa.


Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: