Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Notícias

Cooperativas de transporte estudam a criao de aplicativo

08/12/2014
As cooperativas de transporte, em todo o País, deverão ter em breve um aplicativo voltado às necessidades do segmento. Esse é um dos resultados da reunião das Câmaras Temáticas de Passageiros e Cargas do Sistema OCB, realizada na semana passada, em Brasília. Para isso, um grupo de trabalho foi formado com missão de definir qual o melhor modelo a ser utilizado, já que o uso desse tipo de ferramenta é uma tendência mundial que torna mais cômoda e rápida a solicitação de um táxi, por exemplo.

Outro assunto também discutido na reunião, diz respeito à retomada dos trabalhos para justificar o projeto de lei que trata da aferição de peso bruto total. Segundo o grupo, mesmo com a majoração da tolerância por eixo, as multas e notificações continuam chegando na mesma proporção, o que pode colocar em risco a viabilidade da operação.

“Atualmente os transportadores são punidos injustamente, pois a aferição durante a viagem é realizada pela metodologia “peso por eixos” e estas atuações ocorrem devido à particularidade destes modais de carga, pois ora movimentam-se dependendo da aceleração e/ou frenagem do veículo na entrada e saída de balança e/ou por transferência de peso para os eixos dianteiros devido às descargas de palets traseiros”, explica o coordenador de Desenvolvimento Cooperativo do Paraná, João Gogola Neto. 

Segundo ele, as cargas dos tipos graneleiro, porta-containers, líquidas e fracionadas paletizadas com múltiplas entregas devem ter forma de aferição própria devido às suas particularidades. (Fonte: Brasil Cooperativo)
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: