Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

Cooperativismo: Brasileiros e argentinos juntos

21/07/2016

A delegação do Ramo Transporte, que está em uma missão de estudos e de prospecção de negócios na Argentina, chegou hoje em Sunchales, capital do cooperativismo argentino. Na pequena cidade, os brasileiros participam de uma série de reuniões viabilizadas pela Organização das Cooperativistas Brasileiras (OCB).

Hoje o grupo teve a oportunidade de dialogar com representantes da Central Sancor Seguros. Amanhã, terão um encontro com o presidente da Casa Cooperativa, Raúl Colombetti, com o objetivo de conhecer a história do cooperativismo. Na sequência, a missão brasileira se reunirá com responsáveis comerciais da cooperativa argentina Sancor Lácteos, visando a prospecção de negócios.

Programação

- Na terça-feira (19/7), a delegação do Ramo Transporte, visitou a Confederação Nacional das Cooperativas Agropecuárias (Coninagro). O grupo se reuniu com o presidente da entidade, Egidio Mailland, e com o gerente geral da confederação, Daniel Assef, para um intercâmbio de experiências. 

Fundada em 1953, a Coninagro é a maior e mais antiga organização representativa do país vizinho. Com nove federações-membro e cinco federações associadas, a Confederação representa 800 cooperativas, que congregam 120 mil cooperados e geram 360 mil empregos. As cooperativas agropecuárias argentinas, representadas pela Coninagro, são responsáveis por 21% da produção de grãos e 20% da produção de arroz na Argentina. O cooperativismo argentino é também responsável por US$ 4,5 bilhões em exportações diretas anuais. 

Durante o encontro ocorrido na sede da Coninagro, em Buenos Aires, a delegação teve a oportunidade de debater programas de desenvolvimento de cooperativas nos dois países. Foram também discutidas oportunidades de negócios na exportação argentina de produtos agropecuários ao Brasil. O interesse é identificar oportunidades de fretes para as cooperativas de transporte brasileiras.
Ainda na terça-feira, a delegação se reuniu com representantes da Câmara de Comércio Argentino-Brasileira (Cambras), uma das mais antigas agremiações comerciais do país e que, neste ano, comemora seu centenário. A entidade representa 120 empresas brasileiras, argentinas além de multinacionais que atuam comercialmente nos dois países.

A Cambras desenvolve um trabalho de aproximação comercial entre os dois países, promovendo rodadas de negócio, feiras de comércio e missões empresariais. O objetivo do encontro foi identificar oportunidades de parcerias comerciais com empresas argentinas e, também, empresas brasileiras que exportam para o país vizinho.

Com uma taxa de inflação a 45% ao ano e juros na casa dos 30% por ano, a Argentina ainda vive dificuldades econômicas. Segundo o gerente geral da Coninagro, Daniel Assef, o cooperativismo argentino está voltando a crescer e vê, nas parcerias com o Mercosul, uma oportunidade de alavancar a participação no mercado internacional, principalmente na União Europeia.

Ontem, na cidade de Rosário, província de Santa Fé, a delegação se reuniu com uma central de cooperativas: a Agricultores Federados Argentinos (AFA), um dos maiores conglomerados agropecuários do país vizinho. Fundada em 1932, a AFA reúne 32 mil cooperados em nove das 23 províncias argentinas.

O grupo AFA se consolidou como um dos maiores exportadores da Argentina. A central cooperativa exportou, em 2015, para 61 países em todo mundo, inclusive o Brasil.

A delegação teve, ainda, a oportunidade de conhecer as instalações da AFA em Rosário, onde assistiram à uma apresentação sobre as operações comerciais junto às cooperativas. O interesse do contato com a AFA é divulgar a capacidade de fornecimento de fretes das cooperativas brasileiras ao mercado argentino. Atualmente, 44 cooperativas de transporte estão habilitadas a atuar no país vizinho.

Fonte: Brasil Cooperativo

 

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: