Notícias

Custo de vida de idosos avana acima da inflao oficial em 2014

15/01/2015

A população acima de 60 anos pagou 6,62% a mais pelos produtos e serviços consumidos no ano passado, segundo pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgada nesta quarta-feira, 14. O avanço do Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) ficou acima da variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do País, que bateu 6,41% no ano passado.
Apesar de ter subido mais do que o índice oficial de preços, a variação do custo de vida dos idosos ficou abaixo da taxa acumulada pelo Índice de Preços ao Consumidor - Brasil (IPC-BR), de 6,87%, no mesmo período.
Salada mais caraNo quarto trimestre de 2014, o avanço de preços para a terceira idade passou de 0,46% para 2,02%, com destaque para os preços de alimentos. De uma queda de 0,62%, a variação do custo subiu para 2,92%, influenciado pelo valor das hortaliças e legumes (de -25,29% para 21,36%).
Também exerceram influência os comportamentos dos gastos relativos a habitação (de 1,22% para 1,94%); transportes (de 0,51% para 1,96%); educação, leitura e recreação (de 0,07% para 2,94%); vestuário (de -0,59% para 2,16%); comunicação (de -1,08% para 0,85%); saúde e cuidados pessoais (de 1,07% para 1,47%) e despesas diversas (de 0,30% para 0,56%).
Veja a variação de preços de alguns itens:

Condomínio residencial (de 0,46% para 2,27%)
Tarifa de táxi (de 0,31% para 9,39%)
Passagem aérea (de -1,23% para 30,97%)
Roupas (de -0,96% para 2,28%)
Tarifa de telefone móvel (de 0,69% para 2,28%)
Medicamentos em geral (de -0,29% para 0,42%)
Alimentos para animais domésticos (de -0,59% para 2,21%)

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: