Notcias

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

2018 2017 2016 2015 2014 2013

Últimas notícias

Buscar

Notícias

Demandas do ramo transporte so debatidas em seminrio

11/04/2017
seminariotransporte-1510819.JPG


O Sistema OCB/SESCOOP-GO realizou na tarde de terça-feira (11) o 4º Encontro Setorial do Ramo Transporte. O objetivo foi discutir demandas das cooperativas do setor em Goiás e atualizá-las sobre o que o Sistema OCB tem defendido e conquistado em âmbito político e de legislatório. 

O encontro teve a participação de cooperativas de transporte goianas que puderam apresentar demandas e tirar dúvidas com o analista técnico e econômico do Ramo Transporte da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Tiago de Barros. Além dele, participou também o conselheiro da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), Sérgio Borges Lucas. 

O presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO, Joaquim Guilherme Barbosa abriu a reunião explicando que essa será a primeira de uma série de reuniões entre a entidade e os ramos do cooperativismo goiano. O objetivo é apresentar o que o Sistema tem feito e captar as demandas dos cooperativistas. “A Casa tem condições de aumentar a prestação de serviços às cooperativas e para isso precisamos saber o que elas precisam”, comentou.

Atualmente, Goiás possui 43 cooperativas do ramo transporte regularizadas na OCB-GO. Este é o ramo que mais demanda ações da Gerência de Atendimento de Cooperativas da entidade. Em 2016, 41,5% dos atendimentos prestados foram para o ramo transporte goiano.

Atuação

Tiago de Barros, da OCB Nacional, apresentou aos cooperativistas a atuação que a entidade tem exercido principalmente junto à órgãos como a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Detrans.

Dentre os temas abordados, o analista da OCB Nacional falou sobre questões polêmicas, como a contribuição que as cooperativas de carga fazem para o SEST/SENAT e o uso de aplicativos como o Uber, que alterou o mercado para as cooperativas de taxi. 

Tiago também explicou sobre o aplicativo Bandeira Única, que está em fase de projeto piloto. A ideia dele é facilitar a comunicação entre o taxista e o usuário do serviço. Ele falou ainda do aplicativo de logística cooperativa centralizada, o Rede Frete, projeto que está sendo desenvolvido pela Rede Transporte. “O aplicativo permite usar a tecnologia para gerir todo controle do fluxo de frotas e cargas, bem como o controle de logística e de compras”, disse. Segundo ele, estes dois aplicativos devem estar disponíveis em dois meses. 

Debate

Na segunda etapa do encontro foi realizado um debate mediado pelo presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO, Joaquim Guilherme, com a participação dos cooperativistas presentes e do conselheiro da AGR, Sérgio Borges Lucas. 

A principal demanda apresentada pelos cooperativistas foi para que a anotação das multas dos cooperados não sejam mais anotadas no CNPJ das cooperativistas, mas nas placas dos veículos autuados. Sérgio Borges informou que vai levar a proposição para ser estudada e feita uma análise se existe alguma ferramenta jurídica que permite essa alteração. Os cooperativistas também aproveitaram para tirar dúvidas sobre tributação e documentações exigidas. 

Sérgio Borges disse que a AGR está de portas abertas para as cooperativas, para sanar dúvidas e colaborar no que for necessário. Ele também ressaltou o papel de representação da OCB-GO. “Uma demanda apresentada ao lado da OCB-GO tem outro peso”, disse.

Plínio Santiago, da Cooperalto (C.T.A.H - Cooperativa de Transportes e Cargas de Alto Horizonte), aprovou o encontro. “Esse tipo de reunião também é muito bom para que os cooperativistas troquem informações uns com os outros”, afirmou.  

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: