Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Em reunião, Unimed Federação Centro Brasileira aborda a suspensão do reajuste dos planos pela ANS

02/09/2020



A suspensão do reajuste dos planos de saúde pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) entre setembro e dezembro de 2020 foi abordada pela Unimed Federação Centro Brasileira e as Unimeds federadas em reunião virtual no dia 27 de agosto. O assessor Jurídico da Federação, Daniel Faria, falou sobre a polêmica decisão divulgada pela agência no último dia 21.

Ele destacou que se trata de uma suspensão temporária, o que significa que o reajuste será aplicado posteriormente, além da recomposição dos valores. Daniel Faria orientou as Unimeds Federadas a manter os contratantes cientes das regras de aplicação do reajuste.Ele observou que a ANS não publicou um ato normativo sobre a medida, que vem gerando muitas dúvidas ainda sem respostas da agência. “Vamos ter que aguardar o posicionamento da ANS para sanarmos algumas dúvidas”, disse.

O assessor explicou que reajustes anuais já aplicados neste ano, salvo contratos coletivos empresariais a partir de 30 vidas, deverão ser suspensos até dezembro. Os contratos que ainda não foram reajustados devem permanecer com seu valor congelado no mesmo período. Ainda não foi definida como será a recomposição deste valor que não for cobrado no período da suspensão, entretanto a recomposição ocorrerá em 2021.

A diretoria da Federação e seu Setor de Regulamentação da ANS vão acompanhar atentamente a situação para a orientação das federadas, que devem seguir a decisão da ANS.

Fonte: Assessoria de imprensa

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: