Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Encontro mostra o poder de transformação do cooperativismo

14/03/2019
joao-carlos-leite-814161818.jpg


Durante mais de cinco horas, o auditório do Edifício Goiás Cooperativo foi palco de relatos de experiências reais, sobre como a força econômica e o poder de transformação social do cooperativismo é capaz de mudar a trajetória de um município por completo e melhorar a vida das suas comunidades. A plateia pôde ouvir histórias, como a da cidade de São Roque de Minas, na Serra da Canastra (MG), que estava em decadência econômica e social, na década de 90, inclusive com êxodo populacional, e que ressurgiu a partir da fundação de uma cooperativa de crédito. 

A plateia também pôde conhecer um pouco da memória de uma comunidade de Bela Vista de Goiás, que teve seu potencial produtivo e econômico resgatado, a partir de uma cooperativa agropecuária e, ainda, a experiência de mulheres do Conjunto Caiçara, de Goiânia, que conheceram o empoderamento feminino e o resgate da dignidade, ao formarem uma cooperativa de bordadeiras. Esses e outros relatos enriqueceram o encontro “Contribuição do Cooperativismo para o Crescimento das Cidades”, realizado pelo Sistema OCB/SESCOOP-GO, nesta quarta-feira (13). 

O evento reuniu dirigentes de cooperativas e prefeitos de cidades goianas e teve como objetivo apresentar o cooperativismo a governantes presentes e, por meio de casos reais, mostrar estratégias desse modelo de negócio, para aumentar o desenvolvimento econômico e social dos municípios. O presidente do Sistema, Joaquim Guilherme Barbosa de Souza, abriu o evento ressaltando a capacidade de contribuição que o setor tem a dar para as cidades, ao promover emprego, aumento e distribuição de renda, além de investimentos sociais. "O cooperativismo tem esse poder de melhorar a vida das pessoas onde ele atua. Prova disso é o IDH, Índice de Desenvolvimento Humano, que é maior nas cidades onde há cooperativas", destacou. 

Joaquim Guilherme também apresentou, no encontro, os números do cooperativismo, as conquistas e a atuação institucional e política da OCB-GO, e os serviços de qualidade que o Sistema oferece para o seu público cooperativista. Apresentou-se, ainda, na ocasião, o prefeito de Campos Verdes, Haroldo Naves, que é presidente da Federação Goiana dos Municípios (FGM), parceira do evento. Ele falou da representatividade dos municípios goianos no crescimento do Estado e destacou que a OCB/SESCOOP-GO deve se tornar uma grande aliada das cidades. Representando o governador Ronaldo Caiado no encontro, o secretário de Agricultura, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, disse que o Poder Estadual pretende estar próximo do sistema cooperativista, para unir forças no desenvolvimento do Estado. "O cooperativismo fortalece todo o País e, certamente, fortalecerá do Estado de Goiás."

Cooperativismo na essência
Entre as palestras mais esperadas, estava a do presidente e fundador do Sicoob Saromcredi, o engenheiro agrônomo João Carlos Leite, que esteve no Edifício Goiás Cooperativo para narrar a experiência de sucesso do cooperativismo em São Roque de Minas. A cidade mineira fica na Serra da Canastra, próxima à nascente do Rio São Francisco, e estava perdendo população, devido à forte crise pela qual passava, no início da década de 90. A situação foi agravada pelo fechamento da única agência bancária local, o que dificultou a circulação de dinheiro na comunidade e refletiu diretamente no seu crescimento econômico.

O Sicoob Saromcredi foi criado para suprir essa necessidade de oferecer serviços bancários para a população, mas fez muito mais que isso. Investiu na agropecuária local e, com isso, fomentou também o comércio e os serviços de São Roque de Minas. Também investiu em educação, com ensino de qualidade e estudo de cooperativismo, empreendedorismo e educação financeira - tornou-se referência. Hoje, a cooperativa atua em 10 municípios da região e possui mais de 26 mil cooperados. "A cooperativa existe para resolver problemas sociais dos seus cooperados e da sua comunidade. Quanto mais se investe nessas áreas, maior é o retorno financeiro." 

Exemplos em Goiás
Outra palestra foi a da prefeita da cidade de Bela Vista de Goiás, Nárcia Kelly, que contou, para o público do evento, como sua trajetória de vida pessoal e profissional está diretamente ligada ao cooperativismo. Nárcia é neta dos pioneiros da Região do Cará e também já foi presidente da Cooperabs, a Cooperativa Mista dos Pequenos Produtores de Polvilho e Derivados da Mandioca da Região do Cará (que hoje é comandada por seu irmão). Segundo seu relato, a comunidade passava por um êxodo rural intenso e queda na produção de polvilho, que culminaria com a sua extinção. A partir do cooperativismo, foi possível resgatar a produção e a renda das famílias, que deixaram de perder seus jovens para outras cidades.

A Cooperativa Agropecuária Mista de Piracanjuba (Coapil) também é um caso relevante de atuação na sua cidade. Segundo o presidente da Coapil, José Lourenço de Castro Filho, durante a apresentação no encontro, a participação a cooperativa está diretamente ligada a 12% da população ativa da cidade. Atualmente, emprega 384 pessoas e possui mais de 2,4 mil cooperados, com mais de dez unidades em quatro municípios.

Na sua participação, a presidente da Cooperativa de Trabalho de Produção de Bordado Manual e Artesanato do Cerrado Goiano (Bordana), Celma Grace de Oliveira, relatou como o cooperativismo tem transformado a vida de um grupo de mulheres do Conjunto Caiçara. Segundo ela, a Bordana tornou-se ferramenta de emancipação feminina as cooperadas, gerando oportunidade de trabalho, renda e valorização pessoal e profissional.

Também não poderia faltar a história da maior cooperativa agropecuária do Estado, a Comigo - Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano. O assessor de Comunicação da Comigo, Wêuller Freitas, apresentou, em sequência cronológica, as principais conquistas da cooperativa, desde o início de suas atividades, em 1976, em Rio Verde. A Comigo é a principal responsável por fomentar o crescimento do agronegócio no Sudoeste do Estado.

Participações
Em nome do prefeito Íris Rezende, esteve no evento Emerson Esteves Brito, representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec). Diretor de Desenvolvimento Econômico Sustentável da Sedetec, Emerson disse que pretende levar a ideia do cooperativimo para o secretário Celso Camilo, como sugestão de capacitação empreendedora, que é o pilar do projeto Emprende Gyn. A iniciativa atua na qualificação de potenciais empreendedores em comunidades carentes e entre ambulantes.

A prefeita da cidade de Guarinos, Ana Maria Ferreira, esteve, pela primeira vez, num evento do Sistema. Ela se disse impressionada com tudo o que o cooperativismo pode realizar, como foi apresentado no encontro. "Quero muito fazer algo pelo meu município e, com o apoio da entidade (OCB/SESCOOP-GO), quero levar alguma iniciativa do setor para lá."

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: