Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB-GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Notícias

Fórum Nacional de Presidentes do Sicredi é encerrado com palestrantes de renome mundial

27/03/2019
sicredi-forum-de-presidentes-marianne-schoemaker-2317171.png


Com uma programação de importantes palestras, foi realizado, na última semana, o Fórum Nacional de Presidentes do Sicredi, em Porto Alegre (RS). O último dia do evento que reuniu os presidentes das 114 cooperativas de crédito que compõem o Sicredi, foi marcado pelas palestras da CEO da Rabo Partnerships, Mariane Schoemaker; do CEO e presidente do Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (Woccu, na sigla em inglês), Brian Branch; e do escritor e consultor em marketing, Elói Zanetti. 

Na primeira apresentação do dia, Marianne foi responsável por levar ao público as estratégias da instituição financeira holandesa para promover a sustentabilidade, com a palestra “Cultivando juntos um mundo melhor”. A executiva abordou as projeções de aumento da população até o final deste século, o que, segundo Marianne, gera alguns desafios globais. “Em 2100, devem haver cerca de 11 bilhões de pessoas no planeta, boa parte delas crianças e adolescentes, o que cria uma necessidade muito grande de produção de alimentos que sejam nutritivos, mas que ao mesmo tempo minimizem os impactos ao meio ambiente. Precisamos produzir mais, com maior qualidade e menor impacto”, resumiu. 

Já o CEO e presidente do Woccu apresentou os indicadores relativos ao cooperativismo de crédito no mundo, que atualmente reúne 260 milhões de associados, em mais de 89 mil cooperativas distribuídas por 117 países. Em seguida, Branch fez uma retrospectiva da história do segmento, traçando um paralelo entre o contexto do surgimento do cooperativismo de crédito, há dois séculos, e os desafios atuais. “A exemplo daquela época, em que as cooperativas foram muito importantes, hoje, o cooperativismo de crédito tem um papel relevante em desafios globais, como segurança alimentar, inclusão financeira e geração de empregos”, considerou.

Fazendo um recorte mais específico da América Latina, Branch ressaltou fatores positivos, como o alto crescimento registrado, o bom alcance com o público rural e a criação de redes, por parte das cooperativas de crédito, e apontou os principais desafios para setor. “Assim como na maioria dos países, as grandes questões passam pela utilização da tecnologia para o acesso a serviços financeiros em áreas remotas; o financiamento para pequenas e médias empresas e o crescimento de associados, principalmente, os jovens”, resumiu. A respeito da importância da digitalização, o CEO destacou que o segmento tem uma “arma secreta”, referindo-se à capacidade de atuar em grupo e “oferecer mais do que simplesmente produtos e serviços”.

Fechando a programação, o consultor e escritor Elói Zanetti, autor do livro “Uma escola sem muros” – que conta a história dos primeiros dez anos do Programa A União Faz a Vida (PUFV), desenvolvido pelo Sicredi, no estado do Paraná –, falou sobre a importância da responsabilidade social na construção de marcas. “Nunca havia visto algo tão forte como o PUFV e sua contribuição para a educação das crianças”, relatou, adicionando que a iniciativa tem um efeito muito forte de construção e defesa de marca. 

Zanetti falou ainda sobre a relevância de as marcas contarem boas histórias e que sejam reais, promovendo empatia com o público. “No Brasil, eu duvido que alguma instituição financeira tenha uma história de mito fundador tão bonita como a do Sicredi”, disse, fazendo menção à fundação da instituição financeira cooperativa pelo padre Theodor Amstad, na cidade gaúcha de Nova Petrópolis, no início do século passado.

Fonte: Fato Mais Comunicação

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: