Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

Gasolina deve ser corrigida "to logo seja necessrio"

07/07/2015
gasolina-abastecendo-carro-5914108.jpg


O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, disse nesta segunda-feira (6) que "tão logo seja necessário" deve haver reajuste dos preços da gasolina. Ele fez a declaração a representantes da indústria de açúcar e etanol, reunidos no Ethanol Summit, evento promovido pela indústria do setor, em São Paulo (SP).

"Temos que saber o momento correto para colocar uma possível correção tão logo seja necessário para manter a rentabilidade da companhia", disse ele, que participou da cerimônia de abertura, mas não fez a palestra que estava prevista no primeiro dia dos debates do evento. "Consequentemente, os produtores de etanol poderão praticar preços adequados", avaliou.

Bendine afirmou também que o etanol tem papel fundamental na redução da dependência que a empresa tem da gasolina importada. "Nossa capacidade de refino não é suficiente para atender à demanda", ressaltou. "Temos que fazer os investimentos de forma complementar. O nosso desenvolvimento depende do bom trabalho de vocês", acrescentou.

O presidente da Petrobras disse também que o modelo de gestão da companhia está ficando mais transparente e que a política de preços será exercida de acordo com o mercado. "Estamos partindo para um modelo com mais transparência", disse, afirmando que o conselho de administração é independente e não tem membros do governo. "Nosso compromisso é com uma política de preços de acordo com os ditames do mercado", garantiu.

A mudança na forma de reajuste dos preços da gasolina vem sendo uma das principais reivindicações do setor de açúcar e etanol. Para a indústria de cana-de-açúcar, a forma como o valor do combustível fóssil é definido prejudica a competitividade do biocombustível.

Fonte: Revista Globo Rural

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: