Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Notícias

Governo do Estado quer aumentar produtividade do trabalhador

01/09/2015
industria-trabalhador-61910102.jpg


Na tentativa de aumentar a produtividade da economia goiana, o governo de Goiás lança, nesta quarta-feira (2), o Programa Estadual de Inovação e Tecnologia - Inova Goiás. Serão investidos cerca de R$ 1 bilhão até 2018, em ações que impactarão dois setores: empresas e administração pública. De acordo com o superintendente executivo de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Inovação (SED), Mauro Faiad, o grande desafio é o de aumentar de forma expressiva a produtividade do trabalhador goiano.

Para Mauro Faiad, a produção média do trabalhador goiano não corresponde ao tamanho da economia do Estado, que ocupa a 9ª posição no ranking nacional, enquanto a renda per capita ainda se encontra na 11ª posição. Para ele, mão de obra qualificada aliada a novas tecnologias são fatores determinantes para aumentar a produtividade.

Segundo o superintendente executivo de Ciência e Tecnologia da SED, o governo teve como foco, nos últimos anos, a preparação dos trabalhadores goianos. “Executamos o maior programa estadual de qualificação profissional do País, o Bolsa Futuro, quando mais de meio milhão de trabalhadores foram capacitados nas mais diversas áreas da economia”, destacou.

Em relação ao Pronatec, o Estado ficou em primeiro lugar no ranking do Ministério da Educação (MEC) entre todos os sistemas estaduais. Coordenado pela antiga Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec), pasta em que Mauro Faiad foi o titular, o Pronatec ofertou 21 mil vagas, enquanto o segundo colocado no ranking ofereceu 11 mil vagas. Dessa forma, diz Faiad, o governo preparou, na gestão passada, uma mão de obra capaz de ser líder com novas tecnologias.

Inovação
O superintendente executivo de Ciência e Tecnologia afirma que agora é a hora da inovação. Para Mauro Faiad, o investimento de R$ 1 bilhão em inovação, por meio do Inova Goiás, permitirá que Goiás passe a contar com a mais avançada plataforma do País em ciência e tecnologia.

Dessa forma, acrescenta, o programa “permitirá aumentar a base tecnológica de nossas empresas, criará mecanismos para que as melhores técnicas produtivas cheguem ao mercado, e tornará o setor produtivo goiano referência nacional e internacional em diversas áreas da economia”.

Segundo destaca Faiad, o governo de Goiás tem a nítida percepção da diferença entre tecnologia e inovação. “De nada adianta a existência de novas técnicas, novos processos produtivos se eles não chegarem ao mercado, se eles não forem adotados pelas empresas”, diz. Ele ressalta que é essa transferência de tecnologia que caracteriza a inovação; ou seja, é a adoção pelas empresas de uma nova tecnologia ou de um novo processo inovador.

Fonte: SED




Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: