Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

Inflao deve somar 8,2% em 2015 e estourar teto da meta, prev governo

16/04/2015

O governo admitiu oficialmente, por meio do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2016, que a inflação deve somar 8,2% neste ano e, com isso, estourar o teto do sistema de metas de inflação brasileiro. O Banco Central, responsável pelo controle da inflação, já havia estimado uma inflação próxima de 8% neste ano.

O projeto de LDO prevê também que o Produto Interno Bruto (PIB) deverá registrar uma retração de 0,9% em 2015.  Ao mesmo tempo, estima uma alta de 1,3% para o PIB em 2016.

"No próprio relatório de inflação (do Banco Central, divulgado em março), as projeções para 2015 indicam inflação acima do teto da meta. O número do Banco Central é de 7,9% (neste ano). Nosso cenário é mais um dos diversos cenários adotados na economia. Acho importante colocar que as expectativas de inflação para 2015 subiram, mais altas, acima do teto, mas para 2016, 2017 e 2018 caíram em relação ao fim do ano passado. Alta no curto prazo e queda no médio prazo", declarou o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.

Em 2016, por sua vez, o governo está prevendo que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do País, some 5,6%, atingindo o centro da meta de inflação, de 4,5%, somente em 2017.

A última previsão do BC para a inflação de 2016, divulgada no fim de março, é de 4,9%. Para o mercado financeiro, o IPCA deverá somar 8,13% neste ano e 5,6% no ano que vem.


Acima da meta
A última vez em que a inflação ficou acima do teto do sistema de metas de inflação foi em 2003, ou seja, há mais de dez anos, e o documento foi assinado pelo então presidente da autoridade monetária, Henrique Meirelles.

Pelo sistema que vigora no Brasil, a meta central para 2015 e 2016 é de 4,5%. Entretanto, há um intervalo de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Desse modo, o IPCA pode oscilar entre 2,5% e 6,5%, sem que a meta seja formalmente descumprida. (Fonte: G1)



Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: