Notícias

Manfred Dasenbrock assume coordenao do CECO

26/04/2018

O Conselho Consultivo Nacional do Ramo Crédito (CECO) tem um novo coordenador nacional a partir desta quarta-feira (25). Manfred Alfonso Dasenbrock, representante do sistema Sicredi, assume o lugar de Leo Airton Trombka (Unicred do Brasil), num mandato de dois anos. A transmissão do cargo ocorreu durante a reunião plenária do Conselho, realizada na sede da OCB, em Brasília. O evento contou com as presenças do presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, do presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), do Diretor de Administração do Banco Central do Brasil, Maurício Costa de Moura, da representante da Confederação Alemã de Cooperativas (DGRV), Camila Japp, e do Presidente do Conselho de Administração do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop), Bento Venturim. Também participaram da reunião plenária, representantes de cooperativas singulares, de centrais, de confederações, de unidades estaduais e servidores do Banco Central. “Inicialmente, gostaria de agradecer ao Dr. Leo pela brilhante condução dos trabalhos do nosso CECO, e de dizer que, em nome do Sicredi, assumimos essa coordenação com muita humildade, porque precisamos continuar construindo, juntos, o nosso caminho; assumimos, também, com muito respeito, para que tenhamos, neste ambiente, o surgimento de grandes ideias que tornem o nosso movimento cada vez mais forte”, comentou Dasenbrock.

GRATIDÃO
Com um discurso em tom de gratidão, Leo Trombka fez questão de ressaltar que aprendeu muito com o comprometimento das pessoas e desejou sucesso à nova coordenação do Conselho.
“Sinto-me honrado em fazer parte de um time de pessoas preocupadas umas com as outras, em fazer mais e melhor, dia após dia. Pessoas que querem um futuro melhor e que trabalham todos os dias para construí-lo, observando, sempre os valores e princípios que norteiam o cooperativismo brasileiro. E é exatamente de gente assim que o nosso país precisa. Por isso, não tenho dúvidas de que o futuro do nosso SNCC está em boas mãos. Desejo boa sorte ao Manfred e me coloco a disposição para o que for preciso. Juntos, somos muito mais fortes”, declarou o representante da Unicred do Brasil.

TRABALHO
“Nosso amigo Leo se empenhou muito para realizar um trabalho que mantivesse o CECO em um caminho de sucesso, especialmente num período em que o país atravessava uma crise política com sérias repercussões econômicas. O que vimos nos últimos dois anos é que as cooperativas de crédito mostraram que o futuro que queremos tem de ser construído agora. E a prova disso são os indicadores que mostram crescimento, fruto da confiança das pessoas nas cooperativas. Ao Leo, nossa gratidão; ao Manfred nosso compromisso de apoio às ações do CECO”, enfatizou o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas.

MERCADO
“Na Europa, quase 230 milhões de pessoas são cooperativistas. Por lá, 20% dos depósitos são captados por cooperativas. Na França, quase metade do Sistema Financeiro é formado por cooperativas; a maior instituição financeira francesa é uma cooperativa. Esses números nos mostram que ainda temos muito a crescer aqui no Brasil e, olha, que temos a confiança das pessoas, provada pelo ingresso anual de novos cooperados, graças à credibilidade das cooperativas de crédito e ao nosso FGCoop”, destacou o presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), Osmar Serraglio.

RECONHECIMENTO
“O cenário econômico atual é marcado por uma recuperação consistente da economia brasileira. Esse ambiente macroeconômico mais favorável tem propiciado a consolidação do avanço do crédito às famílias e às pequenas e médias empresas. Assim, o papel das cooperativas de crédito na construção e manutenção desse sólido ambiente econômico e financeiro não pode ser esquecido, afinal o SNCC é parte constitutiva desse cenário benigno que vemos hoje”, reconheceu o diretor de Administração do Banco Central do Brasil, Maurício Costa de Moura.

PRINCIPAIS PROJETOS PARA 2018
Um dos projetos ressaltados pelo novo Coordenador do CECO foi a identificação, de maneira conjunta entre os sistemas/cooperativas, de oportunidades de negociações conjuntas para o provimento de soluções para o setor. Esse é um passo a ser enaltecido no SNCC, e que representará grande economicidade e sinergia entre os integrantes do segmento. Outro importante projeto será a comunicação. A proposta é divulgarmos o cooperativismo de crédito de maneira institucional, ressaltando os diferenciais e a força deste modelo.

Fonte: Somos Cooperativismo

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: