Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Meio ambiente e o cooperativismo

31/10/2019
sistema-ocbsescoopgo-firma-acordo-para-capacitar-cooperativas-de-reciclagem-goiania-01097.jpg


Um acordo para profissionalizar e capacitar cooperativas de reciclagem de Goiânia foi firmado nesta quarta-feira (30), durante o evento "Cooperativismo e Meio Ambiente: 1º Encontro de Empreendedorismo das Cooperativas de Reciclagem da Região Metropolitana de Goiânia”. A iniciativa proposta pelo Sistema OCB/SESCOOP-GO e pela Agência Municipal de Meio Ambiente da capital (Amma) terá como parceiros Ministério Público de Goiás, Senai Goiás e Universidade Federal de Goiás (UFG). Representantes das cinco instituições assinaram um protocolo de intenções durante o enconto, realizado na sede da OCB-GO, em Goiânia.   

De acordo com o presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO, Luís Alberto Pereira, a ideia é, por meio do SESCOOP/GO, oferecer cursos de capacitação, empreendedorismo e formação de dirigentes, para que as cooperativas de reciclagem sejam competitivas e sustentáveis. “Queremos sensibilizar as cooperativas de reciclagem, para que possam integrar o Sistema OCB/SESCOOP-GO”, acrescenta. 

Para o presidente da Amma, Gilberto Marques Neto, esse projeto poderá ajudar a elevar a posição de Goiânia de terceira para primeira cidade que mais recicla no País. “O desejo do prefeito Iris Rezende é, também, possibilitar um ambiente de trabalho digno para essas pessoas que têm feito a triagem de recicláveis em Goiânia”, afirma.

A prefeitura de Goiânia está disponibilizando três galpões novos para as cooperativas de reciclagem da cidade. Agora, com a parceria da OCB-GO, o presidente da Amma acredita que será possível fazer a capacitação e trazer o profissionalismo para esses cooperados. “Hoje é um dia que será divisor de águas”, aponta Gilberto. 

O Ministério Público de Goiás foi representado pelo promotor de Justiça Juliano de Barros. Ele lembrou que, geralmente, quem trabalha com resíduos é visto com ressalvas e já passa por uma exclusão, por isso, o projeto é tão importante para reverter essa realidade. “A ideia é fazer a inclusão dessas cooperativas no Sistema S e buscar uma ampliação da capacitação e da formação de redes, para que possam ampliar o trabalho delas. Com isso, poderemos buscar outros caminhos para a efetiva inclusão social dessas pessoas”, opina.

A UFG participou do evento representada pelo professor Fernando Bartholo, que faz parte do Projeto Incubadora, da universidade. Para ele, estar dentro do Sistema OCB/SESCOOP-GO será importante para que as cooperativas de reciclagem possam vivenciar o sétimo princípio do cooperativismo, que é a intercooperação. “Vejo um potencial enorme de trabalho conjunto entre cooperativas grandes e as pequenas cooperativas de reciclagem. Por exemplo, um problema delas é a bancarização. Exigem tanto (documentação) das cooperativas que, quando elas têm acesso, ele é limitado. A possibilidade das cooperativas de crédito fazerem uma parceria seria importante. Além disso, tem a questão do acesso à saúde. Grandes cooperativas, como Unimed e Uniodonto, poderiam também desenvolver parcerias nesse sentido”, sugere Bartholo. 

Além do SESCOOP/GO, outra entidade do Sistema S que está envolvida no projeto com as cooperativas de reciclagem é o Senai Goiás. De acordo com o analista de mercado da entidade, Jhonathan Maciel, o Senai reforçou a necessidade de se avançar nos programas do poder público municipal. "É preciso repensar como as escolas estão fazendo gerenciamento de resíduos, os hospitais, as outras instituições públicas. E as cooperativas podem contribuir com esse projeto, por meio de uma ação de conscientização, um programa nessa linha de atuação."

Jhonathan afirma que as dez escolas do Senai da Grande Goiânia (sete na capital, duas em Aparecida de Goiânia e uma em Senador Canedo) fazem o gerenciamento de resíduos sólidos e destinam 100% do seu material não orgânico ao Hospital do Câncer e a algumas associações. "Podemos reorganizar isso, para destinar o material às cooperativas."

Cooperativas

A Cooper Rama (Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável) é uma das cooperativas de reciclagem de Goiânia presentes no encontro. De acordo com a sua presidente, Dulce do Vale, aos poucos mais cooperativa de reciclagem da capital devem integrar o projeto que está sendo desenvolvido pelo Sistema OCB/SESCOOP-GO e as outras entidades parceiras. “Se as cooperativas mostrarem resultado aí outras virão participar, acho que por enquanto sentem que é algo novo”, acredita. 

Palestra

Para encerrar o evento, o público presente teve a oportunidade de assistir a uma palestra do empreendedor social Tião Santos, que atuou na diretoria da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis do Jardim Gramacho/RJ (criada por sua mãe) e fundou a Associação dos Catadores do Aterro Metropolitano do Jardim Gramacho/RJ (ACAMJG). Ele ficou internacionalmente conhecido por protagonizar o documentário "Lixo Extraordinário", do artista plástico Vick Muniz, que concorreu ao Oscar, em 2011.

Em sua palestra, Tião apontou a obrigatoriedade legal das empresas brasileiras de reciclar 20% dos resíduos que colocam no mercado. “Quando as empresas cumprem leis e fazem logística reversa dos seus resíduos, elas não estão fazendo filantropia. Estão, simplesmente, cumprindo a lei”, frisou. 

Tião Santos também falou um pouco sobre sua história de vida e como, para ele, sempre foi importante sonhar. “Percebo muito que o catador vem de uma exclusão tão forte, que abrimos mão de sonhar. Mas o sonho é tudo. A pessoa que não sonha está fadada ao fracasso.”

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: