Notícias

Mercado financeiro j prev inflao de 7% para 2016

18/01/2016
dinheiro-moedas-18381916.jpg


A estimativa dos economistas para a inflação deste ano já chegou a 7%, segundo levantamento feito pelo Banco Central e divulgado nesta segunda-feira (18). A previsão anterior era de 6,93%. A pesquisa é feita com mais de 100 instituições financeiras.

Com isso, o mercado financeiro prevê que a inflação ficará, novamente, acima do teto de 6,5% do sistema de metas brasileiro neste ano – algo que já aconteceu em 2015, ano em que o IPCA alcançou 10,67%. A meta central de inflação é de 4,5% neste e no próximo ano.

Para 2017, a previsão do mercado financeiro para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do País, subiu de 5,2% para 5,4%. A taxa não extrapola o teto de 6,5%, mas se distancia ainda mais da meta central, de 4,5%, no ano que vem.

Recentemente, o BC informou que buscará "circunscrever" o IPCA aos limites estabelecidos pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em 2016 (ou seja, trazer a taxa para até 6,5%) e, também, fazer convergir a inflação para a meta de 4,5%, em 2017. O mercado financeiro, porém, ainda não acredita que isso acontecerá.

Produto Interno Bruto
Para o PIB de 2016, o mercado financeiro manteve a estimativa de uma contração de 2,99% na semana passada.

Como o mercado segue estimando "encolhimento" do PIB em 2015, se a previsão se concretizar, será a primeira vez que o País registra dois anos seguidos de contração na economia – a série histórica oficial, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem início em 1948.

Para o comportamento do PIB em 2017, os economistas das instituições financeiras mostraram mais otimismo e subiram a previsão de crescimento de 0,86% para 1% na semana passada.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços feitos em território brasileiro, independentemente da nacionalidade de quem os produz, e serve para medir o comportamento da economia brasileira. No mês passado, a "prévia" do PIB do Banco Central indicou uma contração de 3,38% até setembro.

Fonte: G1 - Brasília

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: