Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

Ministros anunciam Plano Safra 2015/2016 e seguro agrcola

24/04/2015
abertura-mesa-de-autoridades-0716136.jpg

Até o final do mês, o governo federal deve divulgar o Plano Safra 2015/2016. O anúncio foi feito pelos ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Kátia Abreu (Agricultura), no final da manhã desta segunda-feira (13), durante a abertura oficial da Tecnoshow Comigo 2015, em Rio Verde (GO). O presidente da Comigo, Antonio Chavaglia, disse que o setor está esperançoso que as medidas venham de encontro aos anseios da classe.
"Não podemos deixar as pessoas abandonarem o campo. Temos de proteger a renda do produtor rural. Sem acesso ao crédito e preços mínimos decentes, o produtor não consegue sustentar sua família com dignidade", alertou Chavaglia em discurso de improviso no Auditório 1 do Centro Tecnológico da Comigo (CTC).
O presidente da cooperativa que reúne produtores do Sudoeste goiano elencou as dificuldades e incertezas que o setor passa no momento, não só pelas oscilações constantes do dólar, mas, principalmente, pela falta de reajuste do preço mínimo dos grãos e da insuficiência do seguro agrícola. "Nos Estados Unidos, o agricultor tem seguro que garante as intempéries e o preço mínimo. Precisamos de um sistema parecido", disse.
Para a ministra Kátia Abreu, Chavaglia reivindicou mais recursos para o seguro rural. "Ao menos R$ 5 bilhões para atender aproximadamente 70% dos produtores. O preço mínimo não é reajustado há dez anos. O governo precisa ter mais carinho pelo agronegócio", afirmou Chavaglia, sob fortes aplausos. 
Para o ministro Joaquim Levy, Chavaglia insistiu no pedido de mais crédito e de taxas de juros compatíveis, considerando o longo prazo. "Sei que é um desafio muito grande para sua pasta, mas necessitamos de mais recursos e de longo prazo. O produtor trabalha com planejamento de longo prazo, de 10, 15 anos."
Ex-presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Kátia Abreu discorreu sobre as principais demandas dos produtores. Ela revelou que está em estudo, pelo Ministério da Agricultura, uma lei agrícola para regular o setor e estabelecer um plano safra de longo prazo (hoje é anual). A ministra também garantiu que o Plano Safra 2015/2016 terá, no mínimo, os mesmos recursos de 2014/2015 - R$ 156 bilhões.
"Vamos manter os recursos, mas os juros não serão mantidos. Os juros serão compatíveis com o ajuste fiscal que o governo federal está promovendo. Até o final do mês, a presidenta Dilma vai anunciar o plano, com valores, volume de crédito e taxas", afirmou Kátia Abreu. Outra boa notícia será o lançamento, no dia 29 de abril, do Plano Nacional de Defesa Agropecuária, cuja missão será creditar confiança e respeitabilidade ao produto brasileiro.
Classe média ruralO ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que dispensou o uso do púlpito para discursar, anunciou que aumentará o volume de recursos para a classe média rural entre 20% e 25%. As condições, segundo ele, serão apresentadas até o final do mês, juntamente com as medidas de custeio da próxima safra e o seguro agrícola. "Queremos garantir tranquilidade para que todos possam se dedicar à sua terra e ter acesso às tecnologias, com uma classe média cada vez mais forte no campo." Segundo ele, o agronegócio vai ajudar na "arrumação" da casa da economia nacional.
Primeiro ministro da Fazenda a participar da abertura oficial da Tecnoshow Comigo, Levy reafirmou a política de austeridade fiscal. "Não podemos prometer coisas grandiosas que não conseguiremos cumprir. Já estamos vivendo muita intempérie para acentuarmos as incertezas."
Autoridades presentesAlém dos ministros Joaquim Levy e Kátia Abreu, estiveram presentes na solenidade de abertura o ministro do Turismo, Vinicius Lages, o vice-governador José Eliton, o prefeito de Rio Verde, Juraci Martins, a senadora Lúcia Vânia, deputados federais, Heuler Cruvinel e Marcos Montes, deputado estadual, Lissauer Vieira, presidente da Embrapa, Maurício Lopes, presidente da OCB, Márcio Lopes de Freitas, vice-presidente da CA, José Mário Schreiner, diversos prefeitos, vereadores e representantes de entidades de classe.
FeiraHá 14 anos, nasceu o conceito da feira de tecnologia rural, que logo passou a ser um referencial em todo o Centro-Oeste. A cada edição, a feira, hoje denominada Tecnoshow Comigo, não só apresenta experiências tecnológicas realizadas por diversas instituições de pesquisa, de ensino e outras empresas que auxiliam o produtor rural, mas reúne expositores de grandes segmentos do setor agropecuário, em uma área montada em 60 hectares com completa infraestrutura.

Mais informações em www.tecnoshowcomigo.com.br.


ServiçoTECNOSHOW COMIGO 2015

Período: até sexta-feira, 17 de abril

Local: Centro Tecnológico Comigo (CTC), em Rio Verde (GO)

Site: www.tecnoshowcomigo.com.br

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: