Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Nova edição do CoopCafé debate agronegócio e reforma tributária

15/09/2020
coopcafe-91414814.JPG


A nova edição do CoopCafé, a live do portal BR Cooperativo, reuniu importantes nomes do cooperativismo brasileiro para debater temas como a força do agronegócio cooperativo com a derrubada ao veto do artigo da Cosit na Lei do Agro e os efeitos da reforma tributária no cooperativismo.

Dentre os debatedores, participaram o deputado federal e presidente da Frencoop, Evair de Melo; o presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, representando a região Centro-Oeste; o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, representando a região Sul; a assessora jurídica do Sistema OCB, especialista em Direito Cooperativo há 19 anos, Ana Paula Rodrigues, representando o OCB Nacional; e o diretor de Cooperativismo da MAG Seguros e especialista em Agronegócio e Cooperativismo, Ricardo Balbinot.


PARTICIPAÇÕES

Evair de Melo traçou um resumo do processo que culminou com a vitória das cooperativas, que percorreram um longo caminho, que começou com a Medida Provisória (MPV) 897/2019, publicada pelo Poder Executivo no dia 2 de outubro do ano passado, até a efetiva derrubada do veto da Cosit 11, em 12 de agosto no Congresso Nacional.

“Houve um consenso entre os parlamentares e o Governo Federal de que o Brasil precisava dar essa resposta, sendo necessária a negativa ao veto, dando dignidade aos nossos produtores cooperados. Foi um movimento tecnicamente muito trabalhado, com o apoio fundamental do Sistema OCB, e com o entendimento de nosso Parlamento”, ponderou o deputado.

A assessora jurídica da OCB, Ana Paula Rodrigues, avaliou o cenário jurídico que embasou os parlamentares da Frencoop que puderam atuar decisivamente para derrubar o veto.
“Fizemos nossa intervenção na MP do Agro, na época, para delimitar a base de cálculo correta e cessar qualquer discussão ou interpretação que pudesse prejudicar as cooperativas”, avaliou Ana Paula.

O presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, também avaliou de forma positiva a conquista das cooperativas, demonstrando a pujança do agronegócio cooperativo, em especial no estado do Paraná, que conta com 10 das 15 maiores cooperativas agropecuárias brasileiras.

“Devemos ultrapassar R$ 100 bilhões este ano em movimentação econômica no agronegócio paranaense, com as cooperativas agropecuárias representando 84% desse montante. As cooperativas representam 60% de tudo que se produz no Paraná. Para nós já não faz muito sentido em falarmos em urbano e rural. O nosso grande compromisso hoje é com o desenvolvimento regional”, apontou Ricken.

Por sua vez, o presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, pontuou a participação decisivas dos membros que Frencoop que atuaram em defesa das cooperativas, conquistando uma importante vitória. Pereira também analisou os efeitos da reforma tributária no cooperativismo.

“A reforma, da forma como está desenhada, nos causa grandes preocupações, pois acena para o aumento da carga tributária. Não pedimos proteção nem privilégios, apenas justiça. E sobretudo deve ser analisada a importância do ato cooperativo, que precisa ter uma definição de sua extensão e seus efeitos na Constituição”, defendeu o dirigente.

O especialista em Agronegócio e Cooperativismo, Ricardo Balbinot, também avaliou a questão tributária.

“Esta é uma questão muito relevante em nosso país, pois um produtor rural não conseguiria alcançar sozinho o que uma cooperativa consegue alcançar. É algo muito relevante para que aquele pequeno lucro fique com o produtor rural e, através dele, gere uma retroalimentação na comunidade onde está inserido”, comentou Balbinot.

A apresentação do CoopCafé ficou a cargo do jornalista Cláudio Montenegro, que também é presidente da Comunicoop – Cooperativa dos Profissionais de Comunicação e Marketing, responsável pela produção da live CoopCafé e do portal BR Cooperativo.

A íntegra do programa pode ser conferida pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=YkuGx-AaM8Q

A próxima edição já está agendada para 3 de outubro e terá como tema principal o Cooperativismo de Crédito, com a participação de representantes dos principais Sistemas Cooperativos de Crédito. 

Fonte: BR Cooperativo 

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: