Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

OCB-GO participa da câmara “O Agro é de Todos”, lançada pelo Estado para fortalecer o setor

01/04/2019

A OCB-GO é uma das entidades que fará parte da câmara “O Agro é de Todos”, lançada pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado, o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, e representantes na sexta-feira, 29, na sede da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). A OCB-GO foi representada pelo seu vice-presidente Luís Alberto Pereira na cerimônia de criação da Câmara Temática de Estratégia, Competitividade e Políticas Públicas do Agronegócio do Estado de Goiás – O Agro é de Todos. 

A proposta da Câmara, que atuará como um ‘conselho consultivo do agro’, é aglutinar todos que integram o setor produtivo rural no Estado, por meio de um grupo de trabalho, para elaborar pautas positivas e propositivas do segmento. “Queremos construir um direcionamento estratégico na recepção das principais demandas necessárias para o desenvolvimento do nosso estado, atuando de forma eficiente, transparente e responsável para a execução das ações”, destaca Antônio Carlos.

Segundo Antônio Carlos, a ideia não é ter uma comissão voltada para o agro, mas sim uma câmara que possa reunir todas as entidades representativas do agro, desde aqueles que atuam em prol da agricultura familiar, da pecuária, da irrigação, da agroindústria até as instituições que fomentam e incentivam a agropecuária no estado. De acordo com ele, a segurança rural é um exemplo de demanda constante do setor e que será avaliada pelos integrantes da Câmara Temática ‘O Agro é de Todos’. “Participamos de um evento na Federação da Agricultura e Pecuária, juntamente com a Secretaria de Estado de Segurança Pública, no qual foi criado um Conselho de Segurança Rural, que vai fortalecer cada vez mais a segurança nas propriedades rurais. É isso que pretendemos com essa aglutinação, ou seja, levantar as demandas e buscar as soluções específicas para fortalecer o nosso setor e por consequência, toda a sociedade”, enfatiza.


MOLA PROPULSORA

“Só se governa com parceria”. A afirmação é do governador Ronaldo Caiado, que participou da solenidade de criação da Câmara Temática ‘O Agro é de Todos’. De acordo com ele, é preciso mais do que nunca criar formas de interagir com todos os setores da sociedade para buscar melhorias para a população. “Estamos na Secretaria de Agricultura exatamente para a criação do Conselho O Agro é de Todos. É uma secretaria que foi recriada, porque não existia em um estado que é 100% agropecuário. A mola propulsora, a coluna vertebral do Estado não existia como secretaria. Então é um momento especial, porque é a segunda vez que estamos aqui, em 89 dias, para dar continuidade ao trabalho dessa Secretaria”, afirma.

Segundo o governador, a Câmara contribuirá para levantar as principais demandas dos produtores, por meio de quem os representa. Dessa forma, explica Caiado, será possível identificar os problemas que atingem o campo e que trazem dificuldades para quem produz no País, buscar as ações estratégicas para solucionar as situações precárias e ao mesmo tempo, ter o apoio para resolver as demandas. “Quero pedir permissão de todos os representantes para promover essas melhorias. Não posso ver o Estado de Goiás sem ter condições de transportar a carga por causa das estradas intransitáveis. Vamos buscar 30% do FCO [Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste] para a construção de infraestrutura nas áreas mais carentes de Goiás. Preciso de todos para mostrar ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que temos o apoio do produtor rural. Não temos outra alternativa do que buscar recursos para a recuperação de estradas, com preço mais barato e compromisso de pagamento. Essa é nossa reinvindicação ao governo federal e preciso do respaldo das entidades que compõem o Agro é de Todos”, informa o governador. 

Caiado acrescenta que o cidadão que produz, trabalha e precisa tirar sua safra, hoje está ilhado e isolado. “São cinco mil quilômetros de estradas totalmente destruídas e acabadas. É preciso que haja esse esforço concentrado para que, além da segurança, possamos dar condições de tráfego para que as pessoas possam retirar a sua safra e comercializar”, diz. 
Entidades que integram ‘O Agro é de Todos’

Governo de Goiás, Seapa, Agrodefesa, Emater, Ceasa Goiás, Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite/GO), Associação dos Apicultores do Estado de Goiás (Apigoias), Associação dos Fornecedores de Cana-Goiás (Aprocana), Associação dos Irrigantes do Estado de Goiás (Irrigo), Associação dos Produtores de Borracha Natural de Goiás e Tocantins (Aprob-GO/TO), Associação dos Produtores de Hortifrutigranjeiros do Estado de Goiás, Associação dos Produtores do Vale do Araguaia (Aprova), Associação Goiana de Avicultura (AGA), Associação Goiana de Piscicultura (AGP), Associação Goiana de Ranicultura (Goiás Rã), Associação Goiana dos Criadores de Suínos (AGS), Associação Goiana dos Criadores de Zebu (AGCZ), Associação Goiana dos Produtores de Algodão (Agopa), Associação Goiana dos Produtores de Sementes e Mudas (Abrasem), Associação Goiana dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Goiás), Associação Goiana os Produtores de Novilho Precoce, Associação Nacional da Pecuária Intensiva (Assocon), Comitê do Setor Florestal , Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-GO), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA Goiás), Embrapa Arroz e Feijão, Federação da Agricultura e Pecuária (Faeg), Federação dos Trabalhadores Rurais na Agricultura Familiar do Estado de Goiás (Fetaeg), Fundepec Goiás, Fundo de Incentivo à Cultura do Algodão (Fialgo), Instituto Federal Goiano (IF Goiano), Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás (OCB-GO), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Goiás), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol no Estado de Goiás (Sifaeg), Sindicato da Indústria de Laticínios do Estado de Goiás (Sindileite), Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados no Estado de Goiás (Sindicarne), Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), Superintendência Federal de Agricultura em Goiás (SFA-Mapa) e Universidade Federal de Goiás (UFG).


TERMO DE COOPERAÇÃO: OBJETIVO COMUM

Durante a reunião, foi assinado também o Termo de Cooperação Técnica entre Seapa, Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater Goiás) e Centrais de Abastecimento do Estado de Goiás (Ceasa Goiás) para a implantação do Sistema Integrado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Estado de Goiás. Um dos objetivos é exatamente a integração do sistema de informação e base de dados para estudos e inteligência governamental voltadas à agricultura, pecuária, sanidade, pesquisa, extensão e abastecimento, visando efetivar a transparência de mercado, compartilhamento de resultados, levantamento e estudos entre os participantes e a sociedade. 

Outra meta com o termo de cooperação é a garantia da fiscalização integrada e efetiva dos bens e aplicação dos repasses de recursos federais e estaduais, que visem a execução das políticas públicas voltadas à agricultura, pecuária, sanidade, pesquisa, extensão e abastecimento. Por fim, essa integração pretende buscar a alavancagem de ativos, otimizando a utilização e a gestão de custos para as estruturas descentralizadas no interior do estado, assim como a utilização de equipes de forma integrada, sob demanda, vinculada à execução de políticas públicas definidas. 

Fonte: com informações da Comunicação Setorial da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa)

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: