Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

OCB-GO solicita a suspensão de projetos danosos às cooperativas de crédito que tramitam na Alego

09/06/2020


A OCB-GO encaminhou pedido à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) em que pede a suspensão de quatro projetos que tramitam na Casa. Todos propõem a suspensão da cobrança de parcelas decorrentes de empréstimos consignados em folha, relativamente aos aposentados e servidores públicos estaduais. De acordo com a OCB-GO, se as medidas forem adotadas, as cooperativas de crédito sofreriam danos irreparáveis. Os projetos dos deputados estaduais justificam a suspensão das cobranças no empréstimo consignado baseados na crise econômica causada pela pandemia de Covid-19. 

O departamento jurídico da OCB-GO também analisou estes projetos e avalia que interferem nas relações contratuais entre credores e devedores, no sistema financeiro e na política de crédito e são inconstitucionais. 

O documento enviado ao presidente da Alego, deputado Lissauer Vieira, também destaca a importância das cooperativas de crédito, que respondem por parte significativa do microcrédito disponibilizado no mercado, bem como são responsáveis pela quase totalidade das linhas de crédito disponíveis para outras cooperativistas nos mais variados segmentos.

A OCB-GO também sugere ao presidente da Alego e aos quatro deputados que propuseram os projetos, que está aberta a conversar para encontrar alternativas e está à disposição para contribuir com eventuais novos subsídios. 

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: