Notícias

OCB/SESCOOP-GO lana primeira verso em Portugus de livro de pensamentos do fundador do Complexo Mondragon

09/04/2015

O Sistema OCB/SESCOOP-GO lançou na manhã desta terça-feira, 8, a primeira edição em Português do livro "Pensamentos", de Don José María Arizmendiarrieta. A obra reúne as principais ideias sobre trabalho, sociedade e empresas cooperativas de um padre que esteve à frente de seu tempo na prática dos princípios cooperativistas e na construção de um modelo de negócio rentável e competitivo, mas que prioriza o ser humano.


Arizmendiarrieta foi o fundador do Complexo Mondragon, um dos principais grupos empresariais espanhóis, referência mundial de trabalho cooperativo, que reúne 103 cooperativas no País Basco. O diretor de Disseminação Cooperativa do Grupo Mondragon, Mikel Lezamiz, está no Brasil e prestigiou o evento realizado na Casa do Cooperativismo Goiano. Na ocasião, ele autografou um exemplar do livro para o presidente do Sistema, Haroldo Max de Sousa.


Lezamiz é o responsável por autorizar a republicação da obra no Brasil, a partir da intermediação feita pela OCB/SESCOOP-GO. Durante o evento, ele frisou a importância da Casa do Cooperativismo Goiano e das demais organizações parceiras no fortalecimento do movimento cooperativista. "A OCB-GO está dentro desse ciclo contemporâneo que tem o compromisso de ajudar a melhorar a sociedade economicamente, mas com responsabilidade social."


A obra "Pensamentos", de 156 páginas, é uma publicação da Federação dos Sindicatos das Cooperativas do Distrito Federal e dos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins (FECOOP CO/TO), editada pelo Sistema goiano. O livro será distribuído entre as unidades estaduais que compõem a FECOOP Centro-Oeste e Tocantins.

Autor
Nascido em 1915, em Marquina – Viscaya, o fundador do Complexo Mondragon, José Maria Arizmendiarrieta, ingressou no seminário aos 12 anos, concluindo sua formação no Seminário Diocesano de Vitória. Durante a guerra civil, apoiou a causa republicana, colaborou com revistas nacionalistas, o que o levou à prisão, onde permaneceu por 45 dias, até ser absolvido das acusações. Em 1941, recém-ordenado sacerdote, foi designado pároco de Mondragon. Tinha início sua história com Mondragon e o cooperativismo.
Em 1943, criou a Escola Profissional (Escola Politécnica), que era democraticamente administrada e aberta a todos os jovens da região e que, posteriormente, se transformou na Universidade de Mondragon. Ela foi fundamental para o desenvolvimento e incremento da experiência cooperativa. Na década de 1950, junto com alunos egressos da escola, fundou o primeiro empreendimento cooperativo na região, que havia sido devastada pela guerra. Falecido em 1976, o legado do padre jesuíta é reconhecido em todo o mundo cooperativista, servindo de inspiração, até hoje, para aqueles que aderem à prática da cooperação.


Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: