Notícias

ONU abre exposio com fotos do cooperativismo

15/07/2016
onu-exposicao-cooperativas-2-161501017.jpg


A Exposição Fotográfica “Cooperativas: O poder de agir para um futuro sustentável” foi aberta nesta semana, em solenidade na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, nos Estados Unidos. A mostra, que permanecerá aberta a visitações até o próximo dia 20, reúne dez imagens que retratam experiências bem-sucedidas de cooperação em várias regiões do mundo. Fazem parte da exposição duas fotografias do cooperativismo do Paraná, de autoria do jornalista e fotógrafo Ricardo Rossi, que atua na equipe de Comunicação do Sistema Ocepar. As imagens retratam produtores de frutas, cooperados da Coaprocor – Cooperativa Agroindustrial de Produtores de Corumbataí do Sul e Região.

Reportagem
A cooperativa foi tema de reportagem da edição 109 da Revista Paraná Cooperativo, de julho de 2014, que relatou os resultados que fruticultores estão obtendo por meio do trabalho cooperativo. Os agricultores Olavo Aparecido e João Batista Campos são retratados em suas atividades nas lavouras de maracujá e na secagem de sementes da fruta. As imagens do fotografo paranaense foram selecionadas em concurso internacional pelo Comitê de Promoção e Progresso das Cooperativas (Copac), constituído pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e pela ONU.

Sustentabilidade
Segundo a diretora da Divisão de Politicas Sociais e Desenvolvimento, Daniela Bas, o movimento cooperativo tem ampliado sua presença em fóruns internacionais de discussões, melhorando sua representatividade e se posicionando como um setor que promove transformações. “O cooperativismo pode contribuir de forma importante com conhecimentos, ideias e inovação, no esforço que estamos realizando nas Nações Unidas em torno da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. Por meio de parcerias, atuando em diversos ramos da economia, as cooperativas são capazes de sugerir politicas e estratégias para o novo mundo contemporâneo, visando erradicar a pobreza e promover a igualdade e o crescimento com sustentabilidade”, afirmou.

Visibilidade
Para o jornalista e fotógrafo Ricardo Rossi, que acompanhou o evento, a presença de imagens do cooperativismo do Paraná na exposição da ONU é uma oportunidade de dar visibilidade ao trabalho das cooperativas do estado.

“Embora o movimento cooperativista esteja mais global e, por meio da ACI, busque um alinhamento estratégico entre os países, ainda há muito desconhecimento entre os distintos modelos de cooperativismo. Cabe aos comunicadores do sistema cooperativista atuar para a difusão de nossas experiências e diferenciais, o que pode trazer possibilidades de parcerias e ações conjuntas no futuro”, afirmou. “Me sinto feliz e orgulhoso em contribuir para que o trabalho das cooperativas paranaenses tenha visibilidade internacional”, concluiu.

Conscientização
De acordo com Fran McCrae, coordenadora do Copac, foram selecionadas dez imagens produzidas por cinco fotógrafos, que retratam exemplos de cooperação na Etiópia, Nigéria, Paquistão, Ruanda, Timor-Leste, Faixa de Gaza (Palestina), Reino Unido e Brasil. Além da exposição, as fotografias foram publicadas num catálogo, enviado a todos os representantes dos países membros da ONU.

Rossi foi o único fotógrafo brasileiro entre os selecionados. Puderam ser inscritas no concurso do Copac fotografias que retratam como as cooperativas estão contribuindo para a implantação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da agenda adotada em setembro de 2015 pelos Estados-Membros da ONU. Foram selecionadas imagens que abordam os seguintes temas:
• A erradicação da pobreza e da fome.
• Proteção dos meios de subsistência, oferecendo trabalho decente e criação de emprego sustentável.
• Melhoria da igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres e meninas.
• Melhoria da segurança alimentar e construção de um sistema sustentável de alimentos.
• Promoção do desenvolvimento das comunidades rurais e oportunidades econômicas para os pequenos produtores.
• Proteção do ambiente e combate às alterações climáticas.
• Engajamento das cooperativas como parceiros das comunidades, com os responsáveis políticos e agências das Nações Unidas para alcançar o desenvolvimento sustentável.
• Outros temas expressos nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Coaprocor

Produtores de café afetados por sucessão de infortúnios climáticos, geada e granizo tiveram que buscar alternativas de renda para manter a viabilidade de suas atividades. A solução foi a fruticultura. Organizados em cooperativa, superaram adversidades e obtiveram bons resultados com os novos cultivares. Fundada em 2009, a Coaprocor, localizada em Corumbataí do Sul, Noroeste do Paraná, congrega 800 produtores e gera cerca de 70 empregos diretos. A cooperativa está investindo na agroindustrialização e comercializa, além das frutas in natura, 25 tipos de polpas de frutas, em mais de 100 municípios do Paraná e São Paulo.


Fonte: Sistema Ocepar

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: