Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prmio de Jornalismo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Museu Virtual Gois Cooperativo

Vdeos sobre tica

Vdeos sobre tica

Novo prdio OCB-GO

Novo prdio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criana

Conhea a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de Histria

Cdigo de conduta tica

Conhea o Cdigo de conduta tica

Portal de Negcios

Conhea o Portal de Negcios

Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

1 Prmio de Jornalismo Gois Cooperativo

Notícias

Populao de cidade dobra com oportunidades na extrao de minrio

17/03/2015

Alto Horizonte é uma cidade nova, tem apenas 23 anos e já virou referência em qualidade de vida. Em pouco mais de duas décadas, a população viu dobrar o IDH. O Índice de Desenvolvimento Humano avalia saúde, educação e renda. Aliás, foi desse último ítem, renda, que veio o maior empurrão para o crescimento: a cidade ganhou asfalto, o primeiro banco e escolas grandes.

Em uma creche o almoço é servido bem cedinho. Por volta de 10h já está pronto. E no dia que a equipe do Globo Repórter esteve no local, a criançada comeu arroz com carne. Em uma panela tinha sopinha com batata doce e abóbora, e em outra, feijão. A salada vem de uma horta comunitária. A criançada espera ansiosa.

A escola já ganhou prêmio de melhor merenda do Centro-Oeste do país. Um prêmio que seu Alaelsson ajudou a conquistar. Ele é um dos que cultivam parte dos alimentos da merenda escolar.

“Hoje nós temos aqui coentro, alface, duas qualidades, três, cenoura, beterraba, cheiro verde, couve, quiabo”, conta Alaelsson José de Sousa, horticultor.

Verduras orgânicas. O projeto que fornece os ingredientes da merenda resolveu o problema de falta de frutas e verduras nas cantinas das escolas do município. E ajudou a aumentar a renda das famílias. Mais gente para comprar, porque também há mais gente com emprego.

Riqueza de Alto Horizonte, extração de minério se torna fonte de renda

Os genros de Seu Alaelson trabalham na extração de minério. A riqueza de Alto Horizonte está debaixo destas terras.

“Tem história que o pessoal conta, assim na região, que a hora que você arrancava alguma touceira de capim, alguma coisa, achava ouro as nas raízes do capim. Tem essas histórias,” conta Denis Paulo Pereira, operador de processo.

Mas não é tão fácil extrair minério assim. Máquinas gigantes retiram as rochas, que passam por esteiras quilômetricas. São vários processos de trituração até que o mineral fique parecido com uma espécie de lama.

A exploração de minério precisa cumprir uma série de exigências para diminuir o impacto ambiental provocado pela formação das gigantescas minas. É uma riqueza com prazo de validade, já que o minério é um recurso natural não renovável.

Toda essa riqueza mineral de Alto Horizonte segue para outros países. O transporte do que é retirado da mina ate os portos brasileiros, acabou virando uma alternativa de renda para os moradores da cidade. Eles tiveram a ideia de criar uma cooperativa de caminhoneiros. E começaram do zero. Eles já tem sede própria. São 42 sócios, cada um com seu caminhão.

“A nossa coooperativa, a gente limitou em dois caminhoes, porque queremos ter muitos cooperados com poucos caminhões.”, conta Plínio César Artiaga Santiago, presidente da cooperativa.

Seu Divino faz parte da cooperativa. E está sempre com o caminhão carregado de minério. Ele acabou de pagar as últimas prestações do caminhão e exibe com orgulho a prova da conquista.

“Olha, o nome que antes não era o meu. Hoje é meu nome. Hoje já pertence a mim e a minha família, que meu deu apoio.”, conta Divino Marques Marinho, caminhoneiro.

Já são sete anos levando minério até os portos brasileiros. Não foi fácil chegar a esta fase da vida.

“Tive que juntar o que eu tinha, algumas economias antes, até a residência. E comprei. Ainda fiquei devendo um pouco, graças a Deus, tá acabando de eliminar”, conta o caminhoneiro. 

Divino Marques Marinho já está erguendo uma nova casa. Para seu Divino, voltar a ter a casa própria é sinal de que valeu a pena seguir um novo caminho.  (Fonte: Globo Repórter - matéria exibida em 20 de março de 2015)

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: