Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Prefeitura de Goiânia apoia transporte de trabalhadores por vans escolares

15/03/2021
edit-41061713.jpeg


Não há impedimento legal para o transporte de trabalhadores por vans escolares em contratos firmados entre empresas privadas e a Cooperativa de Transporte Escolar e Turismo de Goiás (Cooperteg), segundo a Secretaria de Mobilidade da Prefeitura de Goiânia. Pelo contrário, a pasta defende que a iniciativa seja implantada o mais rápido possível para reduzir o risco de propagação da Covid-19 na capital. 

A declaração foi dada pelo secretário municipal Pedro Chaves, nesta segunda-feira (15/03), em reunião remota com os presidentes das entidades do Fórum Empresarial do Estado, organizada pela OCB/GO.

“É uma iniciativa do setor privado, não compete ao poder público se intrometer, desde que não se utilize as linhas convencionais, pontos ou terminais de ônibus coletivos. Mas está claro que a proposta é realizar o transporte do trabalhador da sua casa para a empresa. Portanto, não há nenhum empecilho. Além do mais, as vans escolares passam por vistorias técnicas para checar a segurança e estado de conservação, e são credenciadas para realizar este tipo de transporte”, afirmou Pedro Chaves.

O secretário municipal de Mobilidade afirmou que a Prefeitura de Goiânia, inclusive, apoiará esta alternativa de transporte. “Defendemos todas as opções que estejam dentro da legalidade e que possam reduzir o risco de propagação da Covid-19”, enfatizou Pedro Chaves. 

Presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira disse que a reunião do Fórum Empresarial com a Prefeitura tem como objetivo fazer o alinhamento do setor privado com o Poder Público.

Márcio Andrade, presidente do Sindiposto, entidade ligada à Fecomércio, afirmou que estão avançadas as negociações entre os postos e distribuidoras de combustíveis para oferecer o óleo diesel para as vans escolares a um preço menor que o praticado normalmente. O objetivo é reduzir o valor da tarifa a ser negociado entre a cooperativa e a empresa para o transporte dos trabalhadores. 

As vans escolares devem atender incialmente empresas instaladas em polos industriais de Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis, em negociações intermediadas pelas entidades do Fórum Empresarial. Para realização deste serviço, alguns procedimentos precisam ser obedecidos pelas vans escolares: podem transportar, no máximo, 20 passageiros, todos sentados, e os veículos têm de ser higienizados antes e depois do transporte.

Além disso, é obrigatória a medição de temperatura dos passageiros e o uso de máscaras, além de ofertar álcool em gel dentro dos veículos. Também é necessária a contratação de seguro pelas vans e as viagens devem ser restritas ao trajeto casa-empresa-casa dos trabalhadores, sem passar por pontos ou terminais de ônibus. 

Participaram da reunião ainda os presidentes da Fieg, Fecomércio, Adial Goiás, Acieg, Facieg, FCDL e representantes da CDL Goiânia e da Cooperteg.

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: