Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Prêmio SomosCoop: reconhecimento e estímulo às boas práticas

03/10/2018
premio-somoscoop-melhores-do-ano-411126.png

O Sistema OCB divulgou nesta segunda-feira a lista contendo os nomes das cooperativas e dos projetos finalistas do Prêmio SomosCoop – Melhores do Ano. Nesta edição, os números cresceram 25%. No total, 20 estados estão representados com 267 cooperativas e 437 projetos. Para o superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, esse crescimento indica a adesão das cooperativas no processo de mostrar ao país que, por meio de uma gestão de excelência, os resultados podem ser inspiradores. Confira o que ele diz a respeito da edição 2018 do prêmio.
 
Qual a importância da participação das cooperativas no Prêmio?

Esse prêmio é um estimulo para que as cooperativas tragam ao conhecimento do sistema, em nível nacional, suas boas práticas, para compartilharmos uns com os outros. A troca de experiência sempre é muito válida. É um momento muito rico que possibilita o conhecimento das iniciativas de sucesso que envolvem gestão e governança, enquadradas nas sete categorias, e, também, o reconhecimento, nacional e público, das três melhores práticas, identificadas por especialistas do setor e também formadores de opinião externos ao cooperativismo. A gente escuta desses julgadores o quanto eles ficam surpresos ao tomarem conhecimento desses projetos e isso é muito gratificante, não apenas para nós, que realizamos o Prêmio, mas para todo o movimento cooperativista.
 
Por falar em participação, houve um aumento do número de cooperativas e projetos inscritos. Como avalia esse crescimento?

De fato, neste ano, tivemos um crescimento recorde: 25%. Vemos isso como uma dinâmica natural. À medida que a imagem do Prêmio vai se fortalecendo, as cooperativas vão despertando para ele. Além do número de projetos e cooperativas, também registramos com felicidade o grande número de estados representados. Temos 20 unidades nesta edição, 267 cooperativas e 437 projetos. Então, esse aumento mostra o interesse das cooperativas de participar desse processo que é uma oportunidade. Na nossa visão, o Prêmio SomosCoop – Melhores do Ano mostra, ainda, o engajamento das nossas organizações estaduais, com seu trabalho de sensibilização das cooperativas. Essa atuação focada na base desperta os dirigentes para essa questão da participação das cooperativas no Prêmio e é, também, digna do nosso agradecimento, afinal de contas, temos a certeza de que, de Norte a Sul do país, a gente tem belíssimos exemplos de práticas cooperativistas que transformam a realidade de muitas famílias.
 
Porque é tão necessário que as cooperativas se preocupem com uma gestão cada vez mais excelente?

Essa questão é fundamental para o desenvolvimento sustentável de todas as empresas. E com as cooperativas isso não é diferente. Tanto é que fomos buscar o auxílio Fundação Nacional da Qualidade, que desenvolveu uma metodologia que avalia o grau de maturidade da gestão empresarial e que está disponível por meio do Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC), via Sescoop. Temos a convicção de que uma cooperativa forte é resultado de uma gestão igualmente forte.
 
O que uma cooperativa ganha ao participar do prêmio?

As cooperativas que vencem a premiação têm a oportunidade de mostrar o país que estão fazendo muito bem o seu dever de casa. É uma realização para qualquer dirigente ou cooperado, ver sua cooperativa atuando na prática do bem comum, focada especialmente nas pessoas. É claro que a cooperativa, através da união das pessoas, deve dar resultados econômicos positivos, mas é essa questão da prática do bem comum que diferencia o nosso negócio, pois temos como base, valores e princípios que norteiam a rotina cooperativista.
Então, quando uma cooperativa participa de uma premiação como essa ela passa a ter uma vantagem competitiva certificada. Além disso, a diretoria presta conta as seus cooperados e mostram a outras cooperativas que é possível fazer diferente, agregando valor ao movimento.
Eu não tenho dúvidas de que a troca de experiências e a intercooperação oportunizadas pelo Prêmio estimula os dirigentes, os profissionais que desenvolvem esses projetos para fazerem cada vez mais e melhor.
 
Quando ocorrerá a cerimônia de premiação?

Estamos preparando uma noite muito especial para revelar a ordem de classificação das cooperativas finalistas. O Brasil todo já sabe quem são elas, mas não sabe a posição delas no ranking. E a divulgação da lista com essa ordem vai acontecer em Brasília, no dia 30/10.

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: