Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Setor Lácteo reforça oposição às negociações com a UE

13/09/2018

Representantes dos produtores e da indústria leiteira dos países do Mercosul reafirmaram, nesta terça-feira (11/9), durante reunião na Argentina, que deve ser mantida a exclusão dos produtos lácteos no acordo de livre comércio com a União Europeia. O assunto tem causado desconforto desde que surgiu a notícia da ampliação comercial entre os dois blocos.

A reunião entre os representantes do setor leiteiro ocorreu durante a realização do 15º Congresso Pan-Americano de Lácteos, realizado pela Fepale, organismo internacional de representação do setor leiteiro, que também apoia o posicionamento dos produtores e da indústria leiteira quanto à supressão do leite no acordo de livre comércio.

Os trabalhos para o estabelecimento do acordo entre o Mercosul e a União Europeia não é uma novidade, mas há um grande esforço para que as negociações sobre os lácteos sejam definitivamente encerradas. O acordo abrange uma série de produtos, inclusive os agropecuários.

Os representantes do setor leiteiro dos países do Mercosul (a Organização das Cooperativas Brasileiras está entre os representantes verde-e-amarelos) são contrários à entrada do leite e seus derivados no acordo de livre comércio, pois entendem que as barreiras sanitárias e a política de incentivo à produção comprometerão a viabilidade do setor nos cinco países que integram o bloco.

Após discutirem a questão, os representantes do Brasil, da Argentina, do Paraguai, do Uruguai e do Chile decidiram elaborar um documento destinado aos governos de seus países, a fim de demonstrar o posicionamento do setor que, unanimemente, é contra a entrada dos produtos lácteos no acordo de livre comércio com a UE.

Fonte: Somos Cooperativismo

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: