Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Sicoob libera mais de R$33 bilhões de crédito a micro e pequenos empreendedores somente em 2021

08/03/2022


O último trimestre, com mais de R$ 10 bilhões liberados, representa a confiança dos MPEs em uma melhora econômica Como um dos principais players do sistema financeiro a apoiar as micro e pequenas empresas, o Sicoob liberou mais de R$ 33 bilhões em crédito especificamente para este público em 2021. Isso representou um crescimento de 38% em dois anos -- em 2019, foram destinados R$ 24 bilhões para este mesmo recorte de cooperados.  

A instituição financeira cooperativa recentemente chegou à marca de 6 milhões de cooperados. Aproximadamente 25% deles são PJ. “Nós acreditamos que 2021 foi marcado por uma retomada de esperança, principalmente pelo avanço significativo da vacinação e a decrescente necessidade de regras rígidas de isolamento social”, explica Francisco Reposse Junior, Diretor Comercial e de Canais do Sicoob.  

Para o executivo, um dos motivos que explica este crescimento na liberação de créditos para MPEs é justamente a atuação do Sicoob, que busca se aproximar e entender as dificuldades do dia a dia deste cooperado. “Hoje, em nossa carteira, eles compõem mais de 90% dos PJ que estão conosco”, afirma.  

Ainda segundo ele, o último trimestre normalmente é o “campeão” nas liberações de crédito para este público. Em 2021, um terço do recurso liberado foi neste período. “Em geral, já é um intervalo em que a demanda de crédito aumenta, pois temos o pagamento de 13º e o reforço do estoque, e isso naturalmente faz crescer a demanda por dinheiro”, finaliza.

Fonte: Assessria de comunicação

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: