Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Sistema OCB/GO e Estado lançam o “Programa Cooperativismo na Escola”

11/12/2020
whatsapp-image-2020-12-11-at-13-551438.jpeg


O Programa Cooperativismo na Escola, na Rede Estadual de Ensino de Goiás, foi lançado na manhã desta sexta-feira (11/12), no Edifício Goiás Cooperativo, pelo presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, e o superintendente do Sescoop/GO, Jubrair Gomes Júnior, além da gerente de Acompanhamento e Gestão dos Polos Regionais de Formação, Simone de Oliveira Lemes, representando a secretária estadual Fátima Gavioli. Também prestigiaram o lançamento do programa o deputado Paulo Trabalho, líder da Frente Parlamentar Cooperativista na Assembleia Legislativa, o secretário de Estado da Indústria e Comércio, Adonídio Júnior, e o Secretário de Estado da Retomada, César Moura.

Luís Alberto Pereira agradeceu a secretária estadual Fátima Gavioli pela confiança de consolidar esta parceria entre o setor cooperativista goiano e o Estado, que possibilitou concretizar um sonho antigo do Sistema OCB/GO. "É apenas um começo, temos de evoluir nesse projeto, mas mesmo uma grande caminhada tem de começar com o primeiro passo", frisou. Ao saudar a presença do secretário César Moura, o presidente do Sistema OCB/GO lembrou que o Programa Cooperativismo na Escola tem muito a ver com a retomada econômica de Goiás, pois difundirá o espírito empreendedor entre alunos, pais e docentes da rede pública de ensino estadual. “É um projeto de futuro. Em quatro a cinco anos, muitos desses alunos vão constituir seus próprios empreendimentos, por meio de projetos de cooperação, o que promoverá a geração de empregos e aumento da renda da nossa população em Goiás. Temos quase 1.100 escolas da rede estadual, o que mostra o tamanho dessa capilaridade. Se cada sala de aula de um município formar uma cooperativa mirim, em alguns anos, esses alunos estarão montando cooperativas com potencial de uma Comigo, Sicredi, Sicoob, Coapil e assim por diante. Por isso colocamos muita fé e trabalho neste projeto", disse o presidente do Sistema OCB/GO. 

Jubrair Júnior, superintendente do Sescoop/GO, ressaltou que o programa vai transformar a cultura cooperativista no Estado, mudando, entre os alunos, a cultura da competição para a da cooperação. "A ideia é que esse programa transcenda a escola e vá também para as famílias e para a comunidade", acrescentou.

A gerente da Secretaria da Educação, Simone de Oliveira Lemes, afirmou que o governo de Goiás apoia e acredita no projeto. "A educação cooperativa vai realmente beneficiar toda a comunidade escolar, não somente um aluno, uma turma ou uma escola", afirmou. Simone explicou que o programa terá início com oito unidades escolares, de modo que sejam feitos os ajustes necessários, e depois será ampliado em todo o Estado. Destacou ainda que, desde a primeira reunião para tratar do tema, a equipe da Secretaria da Educação ficou muito motivada, pois se constatou a possibilidade de ter como produto final uma cooperativa dentro da escola. "Fiquei muito feliz quando foi dito aqui, que a intenção é atingir todas as escolas”, disse. 

Objetivos

A parceria tem como objetivo disseminar a cultura da cooperação, baseada nos princípios e valores do cooperativismo, por meio de atividades educativas. O programa, que será desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Goiás (Sescoop/GO), em conjunto com a Secretaria Estadual de Educação, visa proporcionar às escolas públicas meios para o intercâmbio, a inserção e o desenvolvimento da educação cooperativa. Trata-se de programa de educação complementar, apoiado em valores da cooperação e nos conhecimentos construídos em diferentes componentes curriculares, para estimular a cidadania e propor que os estudantes extrapolem os limites da escola e se vejam como parte de uma comunidade mais ampla, onde possuam direito à voz, atuem cooperativamente e tenham responsabilidades coletivas. 

O Programa Cooperativismo na Escola será realizado ao longo de 2021. Destina-se a estudantes e professores do 7º, 8º e 9º anos do ensino fundamental, mediante adesão voluntária, e se propõe a desenvolver ações que, a um só tempo, constituam educação continuada para professores e sejam possibilidade de aplicação prática. Está formatado para, simultaneamente, formar professores e favorecer o protagonismo e a autonomia dos estudantes, apresentando-lhes desafios que valorizem sua presença na comunidade próxima. Num primeiro momento, serão desenvolvidos os temas Meio Ambiente, Direitos Humanos, Cultura e Arte e Promoção da Saúde, importantes para a compreensão do mundo contemporâneo e para a convivência social, a partir da colaboração. Numa fase posterior, haverá também um trabalho focado na educação financeira e no empreendedorismo. A proposta é que esses temas sejam inseridos com atividades práticas, utilizando a filosofia cooperativista. O programa despertará e reforçará nos educadores e alunos a consciência sobre a cooperação, ao mesmo tempo em que mostrará o cooperativismo como uma opção de geração de trabalho e renda, incentivando o empreendedorismo. 


COMO SERÁ O PROGRAMA

Início do projeto: 2021
Alcance inicial: cerca de 1 mil alunos de 7º, 8º e 9º anos, de oito escolas estaduais – quatro em Goiânia e quatro em Aparecida de Goiânia
Adesão: voluntária por parte das escolas
Implementação: está prevista para ser realizada em três etapas:

- 1ª Etapa: Entrega dos cadernos metodológico, do professor e do aluno.
- 2ª Etapa: Formação do professor, intercalando a teoria com a prática em sala de aula. O tema cooperativismo será inserido no ensino de forma transversal e o tema cooperação permeará todas as disciplinas.
- 3ª Etapa: Após as escolas alcançarem uma maior maturidade sobre o assunto, poderão idealizar e criar cooperativas mirins, com base nas necessidades da comunidade escolar e da região.



Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: