Notícias

Boletim Goiás Cooperativo

Clipping Nacional

Flash Cooperativo

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo

Rádio Goiás Cooperativo/Interior

Podcasts

Releases

Cooperativismo Ilustrado

Vdeos

Central da Marca

Canais de Comunicao

Notícias

Sistema OCB participa do 6 Frum da Agricultura

23/08/2018

Curitiba é oficialmente a capital mundial do agronegócio. Na manhã desta quinta-feira (23), mais de 400 pessoas acompanharam a abertura do 6° Fórum da Agricultura da América do Sul, evento realizado pelo Núcleo de Agronegócio da Gazeta do Povo, com apoio dos Sistemas OCB e Ocepar, e que neste ano adotou o tema O campo digital e conectado, o grande desafio do século 21. A plateia é formada por produtores rurais, executivos, técnicos e membros de entidades e instituições do setor. O superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, também participa do evento.

Durante a apresentação de abertura, o gerente do Núcleo de Agronegócio da Gazeta do Povo, Giovani Ferreira, destacou que o Fórum, realizado há seis anos, tem como objetivo discutir mercado, antecipar tendências e debater soluções para o agronegócio. “Na 6ª edição, o Fórum de Agricultura ocorre em um momento peculiar. Não apenas por se tratar de um ano eleitoral, mas é um ano marcado por embargos, sobretaxas, greve. E esses desafios e, principalmente, as oportunidades, justificam e fortalecem debates como esse”, afirma.
 
NÚMEROS

Entre 2013 e 2017, mais de 200 palestrantes de 30 países participaram do Fórum de Agricultura. Em seis edições, foram mais de 2 mil participantes que acompanharam 80 painéis de discussão. “Vamos discutir tecnologia, mercado, oferta, demanda, sustentabilidade. A América do Sul viveu uma década de ouro no agronegócio. Somos um grande player deste mercado e precisamos avançar. Agronegócio é a nossa vocação natural. Estamos aqui para identificar problemas, pensar em oportunidades e apontar soluções”, diz.
 
IMPORTÂNCIA

A governadora do Paraná, Cida Borghetti, enfatizou a importância do Fórum de Agricultura, principalmente por acontecer num estado que é responsável por 17% da safra nacional de grãos, com apenas 2,3% do território agricultável do país. “Nosso objetivo é que todos os produtores, não importa o tamanho, possam crescer em uma rede que inclui Iapar, Emater, cooperativas, Secretaria de Agricultura. Queremos fomentar novas cooperativas, criar polos de informação em diferentes cidades do estado, que alie agronegócio e engenharia em um único ambiente”, conta. Ela também destacou que o estado “sempre foi exemplo de pioneirismo na criação de cooperativas, que alavancaram o agronegócio, e cujos fundadores são hoje empresários respeitados pela grandiosidade de suas empresas, será também exemplo do cooperativismo digital, talvez um nome mais simples e singelo para o ecossistema da inovação”. 

AGRICULTURA

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, defende que não é preciso dizer o quanto a agricultura brasileira cresceu nos últimos anos. “Crescemos muito, a ponto de incomodar, ser um grande player. E isso traz problemas, desafios e, claro, oportunidades. Crescer não é problema. Se precisarmos dobrar a produção, temos tecnologia, temos espaço e, o principal, temos gente para trabalhar. As cooperativas do Paraná são um exemplo. Mas é preciso chamar atenção para um problema que se avizinha. Precisamos cuidar dos processos, para que sejamos levados a sério. O comércio internacional mudou, não cabe mais jeitinho. E isso não é uma responsabilidade apenas do agente público, do fiscal do Mapa, isso também é dever das empresas, dos produtores, dos elos envolvidos”.
 
DESAFIO

Em relação a tecnologia, o ministro diz que o grande desafio é tirar o máximo que os equipamentos e os softwares oferecem. “Pagamos por esses benefícios, mas nem sempre conseguimos tudo que aquela tecnologia oferece. Nosso desafio é extrair o máximo de rendimento das tecnologias para aumentar a produtividade e se refletir em ganhos. Conectividade também é um desafio que precisamos vencer.
 
AGRICULTURA 4.0

O presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, em sua participação no primeiro painel do 6º Fórum de Agricultura da América do Sul (Agricultura 4.0 – A tecnologia que alia produção e sustentabilidade), enfatizou que não basta ter tecnologia digital, é preciso estar conectado.

“Aproveitando o momento atual, lançamos uma conexão chamada de parana.coop+10 para uma demanda do momento, que é política. Então, hoje temos uma rede montada de mais de um milhão de pessoas que vão se conectar e conversar com os candidatos, usando a tecnologia para tomar a melhor decisão, que é votar conscientemente”, pontuou.

O painel, mediado pelo executivo da SPRO IT Solutions, Almir Meinerz, ainda contou com a participação do secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Paraná, George Hiraiwa, e do Cônsul de Israel, Dori Goren.
 
CONEXÃO

Ricken disse que a iniciativa envolvendo o parana.coop+10, é “um exemplo que uso para dizer que precisamos estar totalmente conectados. Temos que apoiar quem nos apoia. Temos de buscar o nosso desenvolvimento, políticas modernas. Nada de amadorismo. Aliás, vemos, às vezes, alguns poderes tratando a agricultura de uma forma até ingênua. Por isso, temos de estar conectados com todos os poderes e mostrar que, o que temos de melhor no Brasil, é a agropecuária moderna, da qual queremos ser protagonistas. Não basta sermos ofertadores de alimentos, mas nos antecipar à demanda, o que só se faz com tecnologia”, destacou.

Fonte: Somos Cooperativismo

TRANSPARNCIA

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: