Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB-GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB-GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Notícias

Sistema OCB/SESCOOP-GO estuda parceria com Sebrae Goiás para desenvolvimento de cooperativas

23/10/2019
img-5815-161631713.jpg


A diretoria do Sistema OCB/SESCOOP-GO iniciou um diálogo com o Sebrae Goiás para estabelecer uma parceria entre as entidades que beneficie as cooperativas goianas no desenvolvimento de seus negócios, principalmente no que diz respeito à gestão, mercado e inovação. Em geral, essas áreas são os grandes desafios para o avanço dos micro e pequenos empreendimentos.

Durante encontro com o Conselho de Administração, o presidente do Sistema, Luís Alberto Pereira, apresentou ao diretor-superintendente do Sebrae Goiás, Derly Cunha Fialho, as três principais linhas de atuação que devem direcionar o plano de parceria. Uma delas é o projeto Inovacoop, que prevê a criação de um espaço de coworking e HUB de inovação na sede da OCB-GO, para incentivo ao desenvolvimento de startups e projetos de inovação cooperativos. 

Outra possibilidade é a realização do diagnóstico de cooperativas, para a identificação de demandas e potencialidades. A terceira linha é a oferta de consultorias, nas áreas de mercado e empreendedorismo. Para Luís Alberto, a iniciativa será uma oportunidade importante para solucionar entraves diários enfrentados pelas cooperativas, que atrapalham o crescimento do negócio. "Tenho certeza de que esse projeto dará a alavancagem necessária para muitas sociedades crescerem e se desenvolverem."

Derly Fialho afirma que o ponto mais forte do trabalho do Sebrae Goiás é a capacidade da instituição de estruturar sistemas produtivos. Por isso, disse que o projeto precisa desenvolver a visão de longo prazo e de organização formal dentro das cooperativas e entre elas.

"Não tem como o produtor de leite, por exemplo, produzir no interior, se ele não tiver um caminhão que faça o transporte até o laticínio e, de lá, até o distribuidor. As cadeias todas são complementares. Então, penso que esse é o sonho de todos: ter um sistema cooperativo, com o Sebrae participando dele. Isso vai viabilizar muito os elos das cadeias de negócio", destaca Fialho.

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: