Notcias

Circulares

Rádio Goiás Cooperativo

2018 2017 2016 2015 2014 2013

Últimas notícias

Buscar

Notícias

Sistema OCB/SESCOOP-GO recebe comitiva do governo do Sudo

25/05/2016
dsc0016-18191128.JPG

 

O Sistema OCB/SESCOOP-GO recebeu a visita de uma comitiva de representantes do governo do Sudão, nesta quarta-feira (25). O grupo veio ao Brasil para conhecer o agronegócio goiano e visitou algumas entidades ligadas ao setor. Eles foram recebidos pelo presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO, Joaquim Guilherme Barbosa de Souza, que fez uma palestra explicando o modelo de cooperativismo brasileiro e ainda respondeu à questionamentos dos visitantes.

Entre as dúvidas, os representantes do governo do Sudão queriam saber qual o segredo do sucesso do cooperativismo brasileiro. O presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO explicou que a união dos cooperados em um objetivo comum era um fator importante para o modelo ser bem sucedido. “Primeiro é preciso identificar quais problemas temos em comum, porque certamente teremos uma mesma solução. E assim poderemos resolver juntos”, afirmou aos visitantes. 

O chefe da comitiva sudanesa, Bakir Mohamed, afirmou que em seu país as tentativas de implantar o cooperativismo ainda não deram resultado por questões políticas. “Damos mais importância à questões políticas do que econômicas”, disse. Além disso, destacou que é preciso trabalhar a cultura local do trabalhador, que tem dificuldade em dividir com outros os processos que vão desde a produção até a comercialização.    

O representante do governo do Sudão destacou também que foi muito importante conhecer a experiência goiana com o cooperativismo. “Levaremos aprendizados sobre a questão administrativa e a união progressista que vocês têm aqui nas cooperativas. Vimos como é importante a força que se tem quando existe união e crença no objetivo comum”, comentou Bakir Mohamed.

Modelo

O presidente do Sistema OCB/SESCOOP-GO acredita que é importante que os sudaneses conheçam outros modelos de cooperativismo. Mas que eles precisam criar um sistema próprio. “Não existe um modelo pronto. Eles precisam construir um modelo que adapte-se aos seus costumes e cultura”, apontou Joaquim Guilherme. No Sudão ainda não existe uma legislação específica para o cooperativismo. 

A visita da comitiva sudanesa em Goiás foi promovida pela Secretaria de Assuntos Internacionais do Estado. O governo do país africano pretende fomentar o agronegócio local e para isso escolheu sete países para realizar visitas e intercâmbio, dentre eles, o Brasil. Por conta da força do agronegócio goiano, o Estado foi escolhido como o destino principal da comitiva.  

Galerias

Cooperativas

Use o campo abaixo para buscar cooperativas. Buscar

Boletins

Cadastre seu email e receba nossos boletins.
Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: