Dia C

Sobre o DIA C GOIÁS

Aplicativo GCOOP

Aplicativo Gcoop

Prêmio de Jornalismo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Vídeos sobre Ética

Vídeos sobre ética

Novo prédio OCB/GO

Novo prédio OCB-GO

Cooperativa amiga da Criança

Conheça a campanha

OCB/GO 60 Anos

60 anos de História

Código de conduta ética

Conheça o Código de conduta ética

Portal de Negócios

Conheça o Portal de Negócios

Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

1° Prêmio de Jornalismo Goiás Cooperativo

Cooperativismo Ilustrado

Confira todos Infocoops

Notícias

Cooperativismo projeta R$ 1 tri de faturamento para 2027

12/09/2022
coop-171411912.png


O movimento cooperativista brasileiro quer chegar a R$ 1 trilhão de prosperidade até 2027. A meta foi anunciada pelo presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, durante a Semana de Competitividade, evento para cooperativistas do Brasil todo, realizado entre os dias 22 e 26 de agosto, em Brasília. “Como cada centavo gerado dentro de uma cooperativa se transforma em qualidade de vida, vamos gerar novas oportunidades para o povo brasileiro. Estas oportunidades aparecem na forma de trabalho, renda, programas de inovação, cursos, projetos sociais, ações de sustentabilidade e investimentos diretos na melhoria das comunidades onde atuamos. É a nossa hora de mostrar que o nosso jeito de fazer negócios gera mais que números, traz prosperidade”, destacou.


A intenção é alcançar também 30 milhões de cooperados no mesmo período. Atualmente, o movimento conta com 18,8 milhões de associados e fatura aproximadamente R$ 525 bilhões, conforme dados do AnuárioCoop 2022, divulgado no último mês de julho. Para Márcio Lopes de Freitas, o cooperativismo tem a vocação natural para gerar desenvolvimento e prosperidade para cooperados, cooperativas e comunidades onde estão inseridas. “O coop já mostrou sua capacidade de superar desafios, priorizar as pessoas e preservar o meio ambiente. O Brasil precisa de gente e nós cuidamos de gente. Sabemos ser competitivos sem abrir mão dos nossos princípios e valores”.


De acordo com o presidente, a meta proposta representa um desafio ousado, mas plausível. “Em um cenário arrojado chegaríamos nesta meta logo em 2024, mas como somos pé no chão, no formato moderado, até 2027 alcançaremos a meta”. Márcio Freitas informou que o Sistema OCB pretende apoiar o crescimento do movimento por meio de suas Unidades Estaduais com soluções unificadas de desenvolvimento organizacional e dos negócios, e ainda amparados pela pauta ESG, que promove a competitividade. “A estratégia unificada é importante para crescermos e nos fortalecermos juntos. O apoio das Unidades Estaduais nesse processo é fundamental”.


Ainda segundo o presidente, para que a meta seja alcançada, há a necessidade de construção de um ambiente regulatório adequado e que contribua ainda mais para alavancar o movimento. “Precisamos ser cada vez mais conhecidos e reconhecidos pela sociedade e isso exige uma série de normas que garanta segurança jurídica para o nosso modelo de negócios. As ações do Sistema OCB já estão focadas nessa direção”, acrescentou.


O Sistema OCB também pretende investir cada vez mais em ações e programas com foco em monitoramento, performance e resultados. Atualmente, já são disponibilidades para as cooperativas ferramentas importantes como o Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC), as plataformas CapacitaCoop, NegóciosCoop, InovaCoop e, agora, conforme divulgado na abertura da Semana de Competitividade, o ESGCoop.

 

Fonte: Sistema OCB

Compartilhar

Comentar

Deixe abaixo seu comentário:      

Email

Compartilhe este artigo por email: